Pacotes suspeitos em aeroportos colocam EUA e Grã-Bretanha em alerta

Avião de carga nos Estados Unidos/AP
Image caption Os pacotes teriam chegado em aviões de carga

Os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e o Oriente Médio entraram em alerta de segurança nesta sexta-feira depois que pacotes suspeitos foram encontrados em aviões de carga com destino a cidades americanas que faziam escalas no aeroporto britânico de East Midlands e em Dubai.

Segundo um comunicado divulgado pela Casa Branca, na noite de quinta-feira policiais e agentes de inteligência nos Estados Unidos descobriram pacotes suspeitos em dois aviões de carga que rumavam do Iêmen para os Estados Unidos.

O presidente Barack Obama foi notificado da "potencial ameaça terrorista" às 22h30 de quinta-feira (0h30 de sexta-feira no horário de Brasília).

"Baseados na cooperação interna entre as agências do governo americano e com nossos aliados e parceiros internacionais, as autoridades puderam identificar e examinar dois pacotes suspeitos, um na Grã-Bretanha e outro em Dubai", diz o comunicado.

Aviões

Uma aeronave que tinha como destino a cidade americana de Chicago foi retida no aeroporto britânico. As autoridades teriam encontrado um cartucho de impressora adulterado no avião. Testes posteriores, no entanto, descartaram a presença de uma bomba.

Outros dois aviões pousaram em segurança nos aeroportos americanos de Newark e Filadélfia.

"Por precaução, os aviões foram levados para um local remoto, onde estão sendo inspecionados por agentes da lei", diz uma nota da Transportations Security Administration (TSA), órgão responsável pela segurança no transporte nos Estados Unidos.

Há relatos de que pelo menos um dos aviões pertencia à empresa de transporte de cargas UPS.

Um caminhão da UPS com uma carga proveniente do Iêmen também foi inspecionado no bairro do Brooklin, em Nova York, e depois liberado.

Outra empresa especializada no transporte de cargas, a Fedex, disse que suspendeu todos os carregamentos provenientes do Iêmen, depois que um pacote suspeito foi encontrado em suas instalações em Dubai.

Medidas de segurança

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos disse que, "por precaução", tomou diversas medidas adicionais para aumentar a segurança.

"Algumas serão mais visíveis que outras", diz uma nota do departamento.

Os Estados Unidos investigam a possível participação da Al-Qaeda na Península Arábica, o braço iemenita da rede extremista Al-Qaeda, nos episódios desta sexta-feira.

Os alertas desta sexta-feira ocorrem poucos meses após a descoberta de uma tentativa frustrada de explodir um carro-bomba na região de Times Square, em Nova York.

No Natal do ano passado, um homem foi preso por tentar detonar uma bomba em um avião de voava de Amsterdã para Detroit.

Notícias relacionadas