Lucro da Petrobras cresce 7,9% no 3º trimestre

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira que obteve um lucro líquido de R$ 8,56 bilhões no terceiro trimestre deste ano, valor 7,9% maior que o registrado no mesmo período de 2009 e 3% superior ao lucro do segundo trimestre de 2010.

O desempenho reflete o aumento do preço e das vendas do petróleo e a desvalorização do dólar, já que boa parte das dívidas da companhia foi contraída na moeda americana.

Segundo o diretor financeiro da empresa, Almir Guilherme Barbassa, a apreciação do real de 6% no terceiro trimestre reduziu a dívida da empresa em R$ 910 milhões.

Em coletiva de imprensa, Barbassa disse ainda que a operação de capitalização da empresa, ocorrida em setembro, custou R$ 357 milhões à empresa.

Pelo processo, a Petrobras captou R$ 120 bilhões. Desse valor, cerca de R$ 50 bilhões entraram no caixa da companhia, e outros R$ 74,8 bilhões foram repassados à União, para pagar os direitos pela exploração de 5 bilhões de barris petróleo futuramente.

Investimentos e produção

A média de produção da Petrobras entre janeiro e setembro foi de 2,322 milhões de barris de petróleo e gás em campos nacionais e internacionais, alta de 2% sobre o registrado no mesmo período do ano anterior.

Também houve alta nos investimentos da companhia: nos nove primeiros meses de 2010, somaram R$ 56,5 bilhões, 11% a mais do que o registrado em igual período de 2009.

Entre janeiro a setembro, a empresa lucrou R$ 24,58 bilhões, alta de 10% sobre o mesmo período de 2009.

No mesmo período, a receita líquida da estatal chegou a R$ 158,78 bilhões, 17% a mais do que nos nove primeiros meses de 2009. Em comparação com a receita líquida do segundo trimestre, o valor cresceu 2%.