casamento real

Filha de aeromoça e descrita como 'pé no chão', Kate vive há anos sob holofotes

Kate Middleton ao lado de Camilla Parker-Bowles

Kate Middleton tem sido foco de enorme atenção da imprensa desde que começou a namorar o príncipe William, que conheceu na universidade de St Andrews, em 2001.

Diferentemente de seu noivo - que teve todos os movimentos obsessivamente mapeados pelos tablóides desde que nasceu -, ter a vida colocada sob os holofotes tem sido uma experiência difícil para Catherine Elizabeth Middleton, de 28 anos, nascida em uma família de classe média inglesa de Bucklebury, Berkshire.

Mas com a ajuda de amigos poderosos na família real, Kate Middleton resistiu e reagiu, algumas vezes com sucesso, na tentativa de manter sua privacidade.

Seus pais, Michael e Carole Middleton, têm um serviço de entrega de brinquedos por correio para festas infantis, um negócio administrado a partir de um celeiro convertido, perto de sua casa.

'Popular e talentosa'

Mais velha de três filhos, ela estudou na faculdade de elite Marlborough, em Wiltshire, onde era vista como uma menina de "pé no chão, popular e talentosa".

Sua antiga colega de turma Charlie Leslie disse: "Kate é uma menina absolutamente fenomenal - super popular, talentosa, criativa e esportiva. Foi capitã do time de hóquei da escola e liderava as equipes de tênis".

Um professor da faculdade disse: "Eu não acredito que você pudesse encontrar qualquer um em Marlborough com qualquer coisa de ruim a dizer sobre ela".

"Ela teve um excelente desempenho em todas as matérias, e era uma aluna nota A em quase tudo".

Sua irmã, Pippa, de 25 anos, é uma planejadora de festas que foi eleita a Número 1 pela revista Tatler, em uma pesquisa realizada em 2008 sobre "os 200 jovens mais cool da cidade".

Seu irmão, James, de 21 anos, abriu uma empresa de culinária.

Romance real

Kate conheceu o príncipe William quando estudava História da Arte em St Andrews, em Fife, onde eles dividiram uma casa para estudantes durante anos.

Ela levou o crédito como aquela que o persuadiu a não abandonar a faculdade, quando ele teve um momento de "vacilação", no começo de seu primeiro ano.

A relação dos dois aparentemente floresceu durante fins de semana a sós na residência de campo da rainha, em Balmoral.

Ao menos por um período, William e Kate conseguiram ter alguma privacidade, devido a um acordo feito pelo palácio com a imprensa, quando ele era um estudante.

Mas o silêncio da mídia não durou, e Kate foi levada à atenção do público quando vários tablóides publicaram uma foto dela ao lado dos príncipes William e Charles na estação de esqui de Klosters, em 2005.

As fotos foram publicadas apesar de esforços de assessores da família real, de manter as férias em caráter privado.

O interesse dos jornais aumentou quando Kate se formou e se mudou para Londres.

Em outubro de 2005, após a publicação de uma foto que mostrava Kate olhando de uma janela em um ônibus de Londres, os advogados dela escreveram para editores de jornais e revistas, pedindo que respeitassem a privacidade dela.

Eles afirmavam que fotógrafos a seguiam quase todos os dias e noites, desde que ela deixara a universidade.

As especulações sobre um noivado surgiram em fevereiro de 2006, quando surgiram rumores de que a família real providenciaria segurança para ela, o que tradicionalmente só acontece após noivados.

Os rumores foram levados a sério o suficiente para que uma cadeia de lojas - a hoje extinta Woolworths - fabricar e pôr à venda souvenires para marcar o anúncio.

Em dezembro de 2006, Kate voltuo à manchetes, quando ela e sua mãe participaram de uma cerimônia em Sandhurst, para assistir ao príncipe William ser condecorado como oficial do Exército britânico.

A ocasião ficou conhecida como primeira vez em que ela foi vista em um evento público de alto nível, do qual participaram a rainha e outros monarcas.

Problemas com a mídia

O casal assiste a uma partida de futebol em Londres: assédio da mídia

Os rumores sobre um noivado atingiram o ápice na época dos 25 anos de Kate, em janeiro de 2007, quando a mídia acampou em frente à sua casa, em Chelsea.

O frenesi criado pela presença dos paparazzi gerou inevitáveis comparações com a mãe de Wiliam, a princesa Diana, morta em um acidente de carro em Paris, quando tentava fugir do assédio de fotógrafos.

O príncipe William e o príncipe Charles pediram que ela fosse deixada em paz, e alguns jornais concordaram em parar de usar fotos dela feitas por paparazzi.

Em março, os advogados de Kate fizeram uma queixa oficial por causa de uma foto publicada no tablóide Daily Mirror. A foto mostrava Kate segurando um copo de café e as chaves de seu carro, a caminho do trabalho. O jornal publicou um pedido oficial de desculpas, e a queixa foi retirada.

A pressão da mídia parece ter tido efeito, e foi responsabilizada pela separação do casal em abril de 2007, apesar de nenhum comunicado oficial ter sido emitido por Kate ou William.

Na época, Kate trabalhava como compradora de acessórios para a cadeia de lojas Jigsaw, em Kew, emprego que deixou em novembro de 2007.

Em seguida à separação, histórias negativas sobre a família Middleton começaram a sair na mídia.

Histórias como as que acusavam a mãe de Kate de ter mascado chiclete durante um desfile militar do qual William participou, e de ter usado as palavras "toilet" (palavra que significa banheiro em inglês, mas que não é considerada requintada o suficiente para ser pronunciada diante da monarca), e "pardon" - perdão, em inglês, também considerado vulgar.

Houve relatos também de que alguns amigos de William cochichavam piadas sobre o passado de aeromoça da mãe de Kate.

Relatos de uma reconciliação foram negados em junho de 2007, após os dois serem vistos juntos no Concerto para Diana, em Wembley.

Eles foram vistos em público em várias ocasiões.

Kate participou de dois casamentos reais sem William em 2008.

Mas apesar de participar de cerimônias oficiais, Kate conseguiu manter um perfil discreto e aparecia cada vez menos em jornais e revistas.

Desde que pediu demissão da Jigsaw, ela trabalha com seus pais. Ela foi apelidade de "waity Katie" (algo como Katie à espera) por críticos na imprensa, que diziam que ela parecia passar seu tempo fazendo compras e comparecendo a eventos sociais, enquanto esperava ser pedida em casamento. A espera agora terminou.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.