Blindados da Marinha participam de operações policiais no Rio

Já chegam a 50 os veículos incendiados. Foto: AFP
Image caption Fuzileiros e Bope preparam invasão na favela de Vila Cruzeiro.

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse que seis veículos blindados da Marinha auxiliam as operações do Bope (Batalhão de Operações Especiais) nesta quinta-feira.

As Forças de Segurança se preparam para invadir a favela de Vila Cruzeiro, considerada o principal reduto de traficantes na cidade.

Beltrame classificou de “histórica” a oferta de ajuda da Marinha, que fornecerá apoio logístico ao Estado, como veículos blindados, armamento e munição e disse que o Exército ainda não ofereceu ajuda. Cerca de 30 fuzileiros devem participar das operações desta quinta-feira, segundo reportagem da rádio CBN.

O secretário disse ainda não ter informações de que facções criminosas distintas planejem um grande ataque coordenado na cidade neste sábado.

Os ataques prosseguiram nesta quinta-feira na cidade, pelo quinto dia consecutivo. Já chegam a 50 os veículos incendiados, incluindo ônibus, caminhões e carros particulares. Os bombeiros atenderam a sete ocorrências de fogo contra veículos.

Desde domingo, os ataques que ocorrem na cidade já deixaram 26 mortos, sendo que 19 deles apenas na quarta-feira. 22 das vítimas seriam criminosos mortos em choques com a polícia.

O prefeito da cidade, Eduardo Paes, afirmou nesta quinta-feira considerar que a violência é obra de “terroristas desorganizados, incomodados por perderem poder”, devido a operações policiais recentes.

Paes disse que o planejamento para os grandes eventos previstos para os próximos anos no Rio de Janeiro não mudará.

Notícias relacionadas