Ministro das Relações Exteriores iraniano é demitido

Analistas afirmam que a saída de Mottaki pode ser parte de uma disputa entre conservadores e liberais
Image caption Mottaki (esquerda) será substituído interinamente por Salehi

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki, foi demitido pelo presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad, segundo informou a agência estatal Irna nesta segunda-feira.

O governo não divulgou o motivo da decisão. De acordo com a Irna, o cargo ficará interinamente com o chefe do programa nuclear iraniano, Ali-Akbar Salehi, um aliado próximo de Ahmadinejad.

"Eu agradeço por sua aplicação e serviços como ministro das Relações Exteriores", disse Ahmadinejad em uma carta para Mottaki, de acordo com a agência Mehr.

Mottaki, 57 anos, atualmente está no Senegal em uma visita oficial. Diplomata de carreira, ele assumiu a chancelaria iraniana em 2005.

Programa nuclear

Analistas afirmam que a saída de Mottaki pode ser parte de uma disputa entre conservadores e liberais no Irã.

O ex-ministro vinha sendo criticado internamente devido à pressão internacional para o país suspender seu programa de enriquecimento de urânio.

Depois das sanções impostas em junho pelo Conselho de Segurança da ONU, o Irã voltou ao diálogo com potências mundiais na semana passada, em Genebra, para discutir seu programa nuclear. As partes voltarão à mesa em janeiro, em Istambul (Turquia).

O governo de Teerã insiste que seu programa atômico tem fins pacíficos, mas diversos países ocidentais desconfiam que o Irã esteja disposto a desenvolver armas nucleares.

Especialistas acreditam que Salehi, na condição de chanceler, dará um espaço mais amplo à defesa entusiasmada do programa nuclear iraniano.

Notícias relacionadas