Número de empregos criados em novembro cai para 138 mil

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho apontam que foram criados 138 mil empregos formais no mês de novembro, número 55% menor que o registrado no mesmo mês do ano passado.

O resultado também está aquém das expectativas do governo, que chegou a prever um saldo de 200 mil novas vagas no mês.

Na avaliação do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, o mês de novembro de 2009 foi “um ponto fora da curva” e não deve servir como parâmetro.

“Tivemos, no ano passado, um primeiro semestre fraco. Atipicamente, houve mais contratações em novembro de 2009”, disse o ministro, referindo-se a um período de adaptação após a crise financeira internacional.

“Sem crise, com todos os anos normais, estamos nessa linha (do mês passado)”, acrescentou o ministro, negando ainda que o país esteja passando por um processo de desaceleração da economia.

De janeiro a novembro, foram geradas 2,54 milhões de vagas com carteira assinada, volume recorde desde o início da série histórica, em 1992.