Vida de Winnie Mandela será contada em ópera

Winnie Madikizela-Mandela (arquivo)
Image caption Winnie Mandela é considerada um dos símbolos da luta contra o apartheid

A vida da ex-mulher de Nelson Mandela Winnie Madikizela-Mandela será transformada em uma ópera.

Em abril de 2011, o espetáculo Winnie - The Opera terá sua estreia mundial em Pretória, no Teatro Estatal da África do Sul.

Winnie Mandela é um dos símbolos do movimento contra o apartheid na África do Sul, foi presidente da Liga das Mulheres no Congresso Nacional Africano (CNA), mas também é uma figura cercada de polêmica.

Em 1991, a ex-primeira-dama foi condenada a seis anos de prisão por seu envolvimento na morte de um menino de 14 anos. A sentença foi reduzida a uma multa após um recurso.

Em 2003, ela foi condenada por roubo e fraude ligados a empréstimos bancários que ela teria intermediado para membros do CNA. Mas um juiz sul-africano suspendeu a sentença.

"Existem tantas histórias que podem ser tiradas da vida dela, que a ópera parece ser o gênero mais adequado para comover a plateia", afirmou o produtor do espetáculo Mfundi Vundla ao site de notícias sul-africano News24.

Segundo o site, a história da ópera vai se passar na década de 90, quando Winnie compareceu à Comissão da Verdade e Reconciliação, após ser acusada pelos seus crimes.

"Ela é um personagem muito complexo e uma grande figura na história da África do Sul e do mundo. E ela tem elementos de showbiz além de ser uma figura dramática e trágica", afirmou Vundla.

"Temos sua benção para a ópera. É tão maravilhoso que ela ainda está viva e ainda podemos analisar seu legado", acrescentou o produtor.

Inglês e xhosa

A ópera será cantada em inglês e no dialeto da etnia xhosa, com a música sendo executada por uma orquestra com 60 instrumentos que também vão incorporar instrumentos típicos da África do Sul.

Segundo o jornal britânico The Guardian, a ópera será a primeira totalmente composta e orquestrada na África do Sul.

Warren Wilensky, também produtor e o libretista do espetáculo promete contar a vida de Winnie Mandela sem evitar os fatos mais polêmicos.

"(A ópera) Não é a respeito de uma grande heroína, é a respeito da vida real e da humanidade. Ela estava lá em um momento difícil, sem apoio e acabou personificando a luta. Estamos tentando contar uma história completa que não acredito que tenha sido contada antes", afirmou o libretista ao The Guardian.

Winnie Madikizela-Mandela se separou do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela em 1992 depois que foram revelados detalhes de sua infidelidade. Atualmente ela é parlamentar na África do Sul e é constantemente apresentada por autoridades do CNA como "a mãe da nação".

Os produtores do espetáculo optaram por não dar grande destaque a Nelson Mandela na trama.

"Achamos que ele poderia dominar a história", disse Wilensky ao The Guardian. "Em uma das falas ela pergunta: 'Nelson, onde você está?'. É um tema que permeia o espetáculo - onde está Nelson?"

A história da ex-primeira-dama da África do Sul já foi contada no início de 2010 em um filme da BBC, Mrs Mandela, com a atriz britânica Sophie Okonedo no papel principal. Hollywood está programando para 2011 o lançamento do filme Winnie, estrelado pela atriz americana Jennifer Hudson.

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet