Estados Unidos

Capitão de porta-aviões é afastado por vídeos de teor sexual nos EUA

O capitão Honors, em reprodução de um dos vídeos

Vídeos do capitão Honors tinham piadas de teor sexual

O comando da Marinha americana afastou nesta terça-feira de seu posto Owen Honors, capitão de um porta-aviões que foi acusado de produzir vídeos polêmicos de teor sexual.

Os vídeos, que incluíam comentários ofensivos a homossexuais, piadas de duplo sentido, imagens de mulheres tomando banho juntas e simulações de masturbação, aparentemente foram feitos entre 2006 e 2007 e eram assistidos por cerca de 6 mil tripulantes de um porta-aviões uma vez por semana, em um circuito interno de TV. O objetivo era entreter a tripulação.

O almirante John Harvey Jr., comandante da frota americana, disse em comunicado à imprensa que Honors deixará seu posto de capitão no porta-aviões USS Enterprise porque o episódio dos vídeos colocou em xeque sua “credibilidade” e mostrou falta de “bom-senso e profissionalismo”.

Honors será agora transferido para funções administrativas.

Os vídeos foram tema de reportagem de um jornal do Estado americano da Virgínia (leste do país) no fim de semana, mas não se sabe ao certo por que vieram a público neste momento.

A Marinha inicialmente disse considerá-los apenas uma peça cômica, mas depois chamou-os de “inapropriados” e abriu uma investigação sobre o episódio.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Campanha a favor

O porta-aviões USS Enterprise ficará sob a liderança do capitão Dee Mewbourne, informou Harvey.

Na época da produção das imagens, Honors era o segundo na hierarquia de comando do navio, que deve partir ainda neste mês ao Afeganistão, onde apoiará missões de combate.

Na introdução de um dos vídeos, Honors diz que recebeu ao longo dos anos “diversas reclamações quanto a material impróprio dos vídeos”.

Em outro, apresenta imagens em que duas marinheiras fingem tomar banho juntas, enquanto ele diz que esse era seu “tópico favorito”.

Diversos marinheiros sob o comando de Honors usaram o Facebook para defender o capitão e os vídeos, por considerarem as imagens úteis para relaxar e levantar o moral das tropas durante longos períodos longe de casa.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.