Inflação oficial em 2010 é a maior desde 2004, aponta IBGE

A região metropolitana com maior IPCA em 2010 foi Belém, com 6,86%
Image caption Alimentos foram o grupo com a maior variação em 2010, com média de 10,39%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – inflação oficial utilizada pelo governo - fechou 2010 em 5,91%, 1,41 ponto percentual acima do centro da meta do governo, que era de 4,5%.

Esta foi a maior taxa anual desde 2004, quando o índice foi de 7,6%, segundo informou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2009, o índice ficou em 4,31% e em 2008 em 5,9%.

O grupo que apresentou a maior contribuição para o IPCA de 2010 foram os alimentos, que ficaram em média 10,39% mais caros durante o ano. Isto representa 2,34 pontos percentuais, ou 40% do índice do ano.

Entre os alimentos, os feijões tiveram a maior alta do ano, variando 51,49%. Já o preço do quilo da carne aumentou em média 29,64%, liderando a lista dos principais impactos para o índice (0,64 ponto percentual).

Os grupos de despesas com menores variações no IPCA em 2010 foram artigos de residência (3,53%), transportes (2,41%) e comunicação (0,88%).

A região metropolitana com maior IPCA em 2010 foi Belém, com 6,86%, seguida de Curitiba (6,71%) e Fortaleza (6,52%). As regiões pesquisadas com os menores índices foram Porto Alegre (5,14%), Goiânia (5,11%) e Recife (4,63%).

Em dezembro passado, o IPCA ficou em 0,63%, 0,2 ponto percentual abaixo do índice de novembro, que foi de 0,83%, e 0,26 ponto percentual acima de dezembro de 2009, quando foi de 0,37%.

O grupo alimentação e bebidas foi o responsável pela desaceleração do IPCA no último mês do ano, tendo passado de 2,22% em novembro para 1,32% em dezembro.

A inflação será um dos assuntos da primeira reunião ministerial do novo governo, no próximo dia 14. Segundo o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, a presidente Dilma Rousseff pediu que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, faça uma exposição sobre a situação econômica do Brasil e do mundo.

Notícias relacionadas