Ex-apresentadora vence caso de discriminação por idade contra a BBC

Miriam O'Reilly (PA)
Image caption Miriam O'Reilly apresentava programa especializado em agricultura

A BBC teve que pedir desculpas à ex-apresentadora de um de seus programas de televisão depois que um tribunal trabalhista entendeu que a corporação foi culpada de discriminação em relação à idade ao substituí-la por apresentadores mais jovens.

Miriam O'Reilly, de 53 anos, entrou com processo depois que ela e outras três apresentadoras, todas com idades variando entre 40 e 50 anos, foram retiradas de um programa semanal da BBC chamado Countryfile, especializado em assuntos ligados à agricultura.

As apresentadoras que as substituíram eram todas mais jovens.

O'Reilly alega que não conseguiu mais nenhum outro trabalho na BBC depois de falar em público sobre o caso.

14 meses

A BBC disse em uma declaração que aceita a decisão da Justiça. "A BBC tem um compromisso com a seleção justa em todos os aspectos de nosso trabalho e claramente não agimos corretamente neste caso."

"Gostaríamos de reconhecer a contribuição importante de Miriam à BBC durante mais de 20 anos e consideramos bem-vinda a possibilidade de discutir projetos conjuntos com ela no futuro", acrescentou a corporação.

A ex-apresentadora afirmou que passou por "14 meses incrivelmente estressantes" desde que entrou com o processo.

O'Reilly foi retirada do Countryfile em 2008, depois de trabalhar durante oito anos como apresentadora freelancer do programa.

"Fiz isto (moveu a ação) pois era o certo - eu não poderia suportar se apenas tivesse me afastado", disse. "Foi difícil enfrentar a BBC, pois eu amo a BBC, mas senti que fui mal tratada."