Ator pede que belgas deixem barba crescer até formação de novo governo

Benoit Poelvoorde
Image caption Poelvoorde já mantinha uma barba antes de anunciar o protesto

Benoit Poelvoorde, um dos atores mais conhecidos da Bélgica, fez um apelo aos seus concidadãos: que deixem a barba crescer até que um novo governo seja formado no país.

Poelvoorde, que estrelou o filme Coco Antes de Chanel, anunciou seu protesto num canal da televisão belga.

Um governo provisório está no controle da Bélgica desde junho do ano passado. Trata-se do período mais longo em que o país fica sem um governo real desde o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

O impasse ocorre por causa de disputas de poder entre representantes das comunidades de língua francesa e flamenga do país. Divergências entre os dois lados vêm causando problemas políticos para a Bélgica há décadas.

Hergé e Agatha Christie

“Não se surpreendam com a barba por fazer”, disse Poelvoorde.

“Decidimos parar de fazer a barba enquanto a Bélgica não tiver um governo. Vamos manter nossas barbas até que a Bélgica acorde outra vez.”

O ator já estava exibindo uma barba cuidadosamente aparada antes da iniciativa.

Por ora, não está claro quantos belgas irão atender ao apelo e deixar as lâminas de barbear de lado.

Talvez os barbudos belgas mais famosos internacionalmente sejam o capitão Haddock e o professor Calculus, personagens do universo de Tintim, o conhecido personagem de desenho animado e quadrinhos do belga Hergé.

Hercule Poirot, o detetive belga nos livros de Agatha Christie, limitava o crescimento de pelos no rosto a um bigode.

Notícias relacionadas