Grávida de oito meses é detida na Espanha com um quilo de cocaína no corpo

Cocaína (arquivo)
Image caption Mulher levava 56 cápsulas com cocaína no estômago

Uma grávida de oito meses que viajava de avião com um quilo de cocaína no estômago e na vagina está em estado grave num hospital de Palma de Mallorca, na Espanha, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória durante o voo.

A nigeriana, de 36 anos e cujo nome não foi divulgado pela polícia, fazia a rota Madri-Mallorca com 71 cápsulas de cocaína no corpo.

De acordo com informações da polícia espanhola, a gestante engoliu 56 cápsulas de droga e colocou outras 15 na vagina. A mulher passou pelos controles do aeroporto sem provocar suspeitas, mas depois sofreu convulsões e a parada cardiorrespiratória.

A mulher, que viajava com um filho de um ano e meio de idade, foi levada com urgência por uma ambulância que a esperava na pista do aeroporto Son Sant Joan de Palma de Mallorca.

Segundo a polícia, ela teve a sorte de ser socorrida a tempo para um parto de emergência, já que o bebê prematuro também corria risco.

O hospital público Son Llatzer informou que o bebê está em observação, pois também sofreu parada cardiorrespiratória.

Cirurgia

A polícia espanhola afirmou que esta foi a primeira detenção registrada no país de uma mulher em gestação avançada com drogas no corpo.

As 56 cápsulas de cocaína engolidas foram retiradas do estômago, intestino grosso e intestino delgado em uma cirurgia após o parto.

Embora continue internada, a passageira já está legalmente presa. Ela é acusada de delito contra a saúde pública por tráfico de drogas e imprudência grave por colocar em perigo a vida do feto.

A Secretaria de Serviços Sociais de Mallorca passou a se responsabilizar pelo outro filho de 18 meses e, até a tomada de uma decisão judicial, o governo ficará com a custódia dos dois menores.

Notícias relacionadas