Economia britânica tem queda inesperada de 0,5% no quarto trimestre

Image caption A indústria da construção puxou a retração no quartro trimestre

A economia britânica sofreu uma contração inesperada de 0,5% no quarto trimestre do ano passado, em relação ao trimestre anterior, segundo informações preliminares divulgadas nesta terça-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês).

É o pior desempenho desde o segundo trimestre de 2009. O ministro das Finanças, George Osborne, admitiu que as estatísticas "obviamente decepcionam".

A construção foi o setor que mais contribuiu para a queda, retraindo-se 3,3% no período. A indústria e os serviços como prestação de gás, água e eletricidade foram os únicos que tiveram alta.

A queda na atividade econômica de outubro a dezembro sucede uma expansão de 0,7% nos três meses anteriores e de 1,1% no segundo trimestre de 2010.

O analista de economia da BBC Andrew Walker disse que o mercado já esperava que o quarto trimestre registrasse uma desaceleração em relação ao trimestre anterior.

As estimativas do mercado apostavam em uma expansão modesta, entre 0,2% e 0,6%.

Mas o desempenho pior que as expectativas surpreendeu e estimulou as críticas quanto aos efeitos colaterais causados pelas medidas de austeridade do governo de coalizão para equilibrar as contas públicas.

George Osborne disse que, apesar das críticas, o governo não desistirá de medidas duras, como os cortes de gastos e o aumento dos impostos.

O ministro conservador culpou a neve que paralisou o sistema de transporte em diversas partes do país, afetando a cadeia de distribuição em diversos ramos da economia.

"Estes são números que obviamente decepcionam, mas as estatísticas deixam claro que a queda no PIB foi causada pelas condições climáticas terríveis em dezembro", afirmou Osborne à BBC.

"Não é o caso de mexer em um plano fiscal que conquistou credibilidade internacional apenas por causa de um mês muito frio. Isto mergulharia a Grã-Bretanha em uma crise financeira."

Image caption Osborne diz que governo não mexerá em plano de austeridade

Segundo o escritório de estatísticas, mesmo sem o efeito da neve o crescimento da atividade econômica britânica nos últimos três meses de 2010 não se afastaria muito do zero.

Os números são a primeira estimativa do trimestre feita pelo ONS; como é praxe, a agência ainda deve revisar e publicar duas vezes as mesmas estatísticas em intervalos mensais.

O anúncio da queda derrubou as ações na bolsa de Londres e enfraqueceu a libra, que vale nesta terça-feira US$ 1,57.

Notícias relacionadas