Tremor deve condenar um terço do centro de Christchurch

Direito de imagem BBC World Service
Image caption O terremoto afetou o fornecimento de luz e água na cidade

Cerca de um terço das construções do centro da cidade neozelandesa de Christchurch devem ser demolidas, após o terremoto de terça-feira.

Centenas de casas nos subúrbios da cidade também devem ser condenadas, de acordo com autoridades locais.

As operações de resgate, que envolvem profissionais de 10 países, entrou na quinta noite, mas as esperanças de encontrar sobreviventes são pequenas.

O premiê do país, John Key, disse esta pode ser a maior tragédia da História da Nova Zelândia, com o número de vítimas ultrapassando as 256 do terremoto de 1931.

Até agora o número de mortos é de 144, mas cerca de 200 pessoas ainda estão desaparecidas sob os escombros.

Não foram encontrados sobreviventes em mais de 72 horas.

O fornecimento de energia na cidade foi reduzido para a metade e o de água foi ainda mais afetado.

O terremoto de magnitude 6,3 atingiu Christchurch, na ilha Sul da Nova Zelândia, na tarde de terça-feira.