Cidade no Japão 'parece set de filme catástrofe', conta repórter brasileiro

Carros empilhados em Sendai
Image caption Sensação na cidade é de estar em um filme catástrofe

As imagens de destruição na cidade Sendai já circularam aos milhares pela internet, mas ver ao vivo as cenas do desastre depois de 28 horas de uma cansativa viagem abala qualquer um.

Na sexta-feira, um terremoto de 8,9 de magnitude, seguido de um tsunami, atingiu a região costeira do Japão. O tsunami chegou a formar ondas de até dez metros de altura que assolaram cidades na região de Miyagi, a mais próxima da região da tempestade. Sendai, de um milhão de habitantes, foi uma das mais atingidas.

Caminhões, carros e todo tipo de móveis e outros objetos tomaram conta das ruas.

A lama piora o cenário já desalentador. A sensação é de estar num set de filme catástrofe.

As pessoas ficam em alerta o tempo todo, ao lado de rádios a pilha, já que em boa parte da cidade não há luz elétrica. A cidade está um caos, mesmo na região central.

''Descomunal''

Há longas filas nos supermercados e lojas de conveniência. Não há combustível à venda e alguns motoristas esperam em frente aos postos há dois dias.

A reportagem da BBC Brasil chegou a conversar com alguns japoneses que transitavam pelas ruas cheias de lama e destroços. Abalados, dizem que ainda não acreditam no que aconteceu.

Maki, de 60 anos, não esconde as lágrimas quando fala do terremoto e do tsunami.

“Foi algo descomunal e trouxe muita tristeza”, disse o senhor, que ainda não tem notícias dos irmãos que moravam na região que foi devastada pelas ondas gigantes. “Acho que todos morreram”, diz ele.

Outro senhor, Hara, de 40 anos, foi vítima do tsunami. “Estava no carro quando fui pego pelas águas. Meu carro virou de ponta de cabeça, mas consegui ser resgatado. Foi horrível”, conta.

Antes da tragédia de sexta-feira, Sendai era considerada uma das cidades mais verdes do Japão, pelo seu alto número de árvores e plantas.

Direito de imagem Other

Notícias relacionadas