Ascensão de Obama melhorou imagem dos EUA no Brasil, diz pesquisa

Barack Obama Direito de imagem AFP
Image caption Obama empatou com Lula na pesquisa, com nota média de 6,3

A eleição do presidente americano, Barack Obama, gerou impacto positivo na imagem dos Estados Unidos no Brasil, segundo pesquisa da ONG Latinobarómetro divulgada nesta quinta-feira.

De acordo com o levantamento, realizado em dezoito países da América Latina entre setembro e outubro do ano passado, quando Obama chegou à Casa Branca, em 2008, 57% dos brasileiros tinham “boa opinião” dos Estados Unidos. Em 2009 e 2010, o índice saltou para 73%.

Antes da posse de Obama, no governo do ex-presidente George W. Bush, esse indicador chegou ao menor patamar em 2003 e 2004, primeiros anos da Guerra do Iraque, com 50%.

A pesquisa registrou melhora em relação à boa opinião sobre os EUA em quase todos os países da América Latina.

O México, vizinho dos Estados Unidos, foi a exceção: a visão favorável passou de 57%, em 2008, para 53% em 2010.

Viagem de Obama

Segundo a Latinobarómetro, a boa avaliação dos Estados Unidos é menor no Brasil do que nos outros dois países que o presidente americano visitará entre 20 e 24 de março, no seu primeiro giro pela América Latina.

Enquanto no Brasil o percentual foi de 73%, no Chile foi de 81% e em El Salvador, de 87%.

O estudo abordou o período entre 2000 e 2010 e destacou ainda que a imagem dos EUA é, em média, mais alta entre os mais jovens, chegando a 71% entre os que têm 18 e 25 anos, e caindo para 60% entre os que têm mais de 60 anos.

Segundo a pesquisa, em geral, o EUA têm a mesma imagem entre homens e mulheres de quase todos os países analisados.

Além disso, a imagem negativa dos EUA “tende a aumentar entre os que têm menor nível de educação”. Na conclusão sobre o levantamento, a ONG observa que a visita do presidente nos próximos dias ao Brasil, Chile e El Salvador poderá deixar mais clara a “Era Obama” e seus efeitos em relação à imagem dos EUA na América Latina. “A pergunta que muitos latinoamericanos responderão, provavelmente depois desta primeira visita à região é se por acaso a ‘Era Obama’ é um novo começo para os Estados Unidos ou simplesmente se trata de uma administração mais amigável”, diz a ONG.

O levantamento, realizado antes da posse da presidente Dilma Rousseff, mostrou que a avaliação de Obama e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva são as melhores entre os líderes citados na lista da Latinobarómetro.

Numa escala de zero a dez, Obama e Lula empataram com a nota 6,3.

Notícias relacionadas