Produção industrial tem a maior alta desde março de 2010

A produção industrial cresceu 1,9% em fevereiro em relação a janeiro, a maior alta mensal desde março de 2010 - quando a taxa foi de 3,5% - de acordo com dados divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE.

A taxa já desconta influências sazonais.

Em comparação com fevereiro do ano passado, o aumento da produção industrial foi de 6,9%, ritmo mais intenso que o observado na mesma comparação nos dois meses anteriores.

O IBGE, no entanto, ressalta que o resultado pode ter sido influenciado pelo fato de fevereiro deste ano ter tido dois dias úteis a mais que o mesmo mês do ano passado.

Nos últimos 12 meses, o índice acumula aumento de 8,6%.

Segundo o IBGE, a elevação do ritmo da atividade industrial foi observada em 17 dos 27 ramos pesquisados, com destaque para os setores de alimentos (aumento de 6,7%) e de veículos automotores (4,7%).

Em contrapartida, puxaram o índice para baixo as quedas dos setores de materiais eletrônicos e equipamentos de comunicação (-5,7%), edição e impressão (-4%) e produtor químicos (-3,7%).

No acumulado do ano, sob a ótica das categorias de uso, os maiores aumentos da indústria vêm dos setores de bens de consumo duráveis (carros e eletrodomésticos, por exemplo) e de bens de capital (maquinários e equipamentos, por exemplo).