Grã-Bretanha cria jogo na vida real inspirado em Farmville

O gerente da fazenda Wimpole Home, Richard Morris. Direito de imagem PA
Image caption Fazenda será administrada via internet, pelas deciões de assinantes

Uma instituição britânica criou um jogo na vida real inspirado no Farmville, jogo do Facebook que se tornou um fenômeno de popularidade em todo o mundo.

A National trust - entidade que cuida de conservação ambiental e construções históricas na Grã-Bretanha - disponibilizou uma de suas fazendas para a iniciativa, que se chamará My Farm (minha fazenda, em inglês).

Os jogadores serão assinantes de todo o país, que poderão tomar pela internet decisões como que alimentos deverão ser plantados no local, ou que rebanhos devem ser criados na propriedade.

No jogo do Facebook, os participantes mantêm fazendas virtuais.

Por cerca de R$ 78por ano, os participantes poderão administrar remotamente a fazenda Wimpole Home, em Cambridgeshire, leste da Inglaterra. Cerca de 10 mil pessoas poderão se inscrever.

Segundo a National Trust, o projeto pretende “reconectar” as pessoas com os locais onde são produzidos os alimentos que elas consomem.

O MyFarm segue o exemplo do time de futebol britânico Ebbsfleet, de Kent, que é administrado desde 2008 por pessoas inscritas no programa MyFootball Club (meu time de futebol, em inglês).

'Consequências reais'

A Wimpole Home - que está no processo de tornar toda sua produção orgânica - é autosuficiente comercialmente.

A propriedade tem cerca de 4.800 quilômetros quadrados, abriga espécies raras de ovelhas, gado bovino, aves, cavalos e cabras. O local produz carne, ovos, trigo e óleo de canola.

Os participantes do projeto terão que tomar 12 decisões importantes a cada mês, além de fazer outras escolhas menores. Segundo os autores da iniciativa, as opções respeitarão as leis e as particularidades do clima britânico.

Segundo o atual gerente da Wimpole Home, Richard Morris, “MyFarm é o Farmville real. Decisões de verdade sobre a fazenda com conseqüências reais”.

O site do MyFarm terá vídeos com notícias sobre a produção da fazenda, câmeras que mostram o local em tempo real, além de informações sobre a administração do negócio e opiniões de especialistas. Os assinantes também poderão visitar o local com suas famílias.

A diretora da National Trust, Fiona Reynolds, disse que o projeto “dará às pessoas a chance de se envolver e se sentir parte da vida na fazenda, e dará uma compreensão maior sobre como a comida que elas consomem vai parar na cesta de compras”.

Mas ela disse acreditar que os assinantes também terão idéias “malucas”.

Notícias relacionadas