Ex-marido de Brigitte Bardot se mata aos 78 anos

Gunter Sachs. Direito de imagem AFP
Image caption Em nota, Sachs disse ter cometido suicídio por causa de doença incurável

O bilionário alemão Gunter Sachs, ex-marido da atriz francesa Brigitte Bardot, cometeu suicídio aos 78 anos, em seu chalé em Gstaad, na Suíça.

Segundo sua família, ele atirou em si mesmo no último sábado, após escrever uma carta em que dizia sofrer de uma doença "incurável".

Sachs, neto de Adam Opel, fundador da montadora de carros Opel, fez parte do jet set europeu durante os anos 60.

Sua vida foi marcada por três casamentos, entre eles a união com Brigitte Bardot.

No domingo, um porta-voz da organização pelos direitos dos animais de Brigitte Bardot disse que a atriz e ativista está "devastada" pela morte do ex-marido.

'Doença A'

Na nota de suicídio deixada pelo bilionário, divulgada a pedido de sua família, Sachs dizia ter descoberto, depois de ler publicações especializadas, que sofria de uma doença incurável, que chamou de "A", que ameaçava "a perda do controle mental sobre a minha vida seria um estado indigno".

Os sintomas descritos na carta são semelhantes aos apresentados por pessoas que sofrem do Mal de Alzheimer, doença degenerativa que afeta mais de vinte milhões de pessoas ao redor do mundo.

Nascido no sul da Alemanha, Fritz Gunter Sachs estudou matemática e economia. Ele também foi colecionador de arte, fotógrafo e documentarista premiado.

Nos últimos anos, ele dirigia uma instituição dedicada à investigação científica da astrologia.

Casamentos

Direito de imagem AFP
Image caption O playboy despejou centenas de rosas sobre a casa de Brigitte Bardot

Sachs e Brigitte Bardot se casaram em Las Vegas, nos Estados Unidos, em 1966, algumas semanas depois de terem se conhecido.

Horas depois de conhecer a atriz, o playboy enviou um helicóptero para despejar centenas de rosas vermelhas sobre sua casa, no sul da França.

"Não é todo dia que um homem derrama uma tonelada de rosas em seu jardim", escreveu a atriz, anos depois. O casal se separou em 1969.

A primeira mulher de Sachs, Anne-Marie Faure, morreu em 1958, no mesmo ano em que seu pai, Willy Sachs, cometeu suicídio.

No início dos anos 60, o playboy aparecia frequentemente nos tabloides europeus por causa de seu romance com a rainha iraniana Soraya Esfandiary, então esposa do xá Reza Pahlevi.

Após divorciar-se de Bardot, Sachs casou-se com a ex-modelo sueca Mirja Larsson, com quem permanecia casado.

Sachs se tornou cidadão suíço em 1976 e mudou-se para a vila de Gstaad, uma famosa estação de esqui no país. Ele deixa três filhos.

Notícias relacionadas