Memphis, nos EUA, enfrenta piores enchentes desde os anos 1930

Moradora de Memphis ao lado de sua casa inundada (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Inundações forçaram moradores a abandonar suas casas

A cidade de Memphis, no sul dos EUA, enfrenta sua maior enchente desde os anos 1930, segundo autoridades, que dizem que cerca de 1,3 mil casas tiveram de ser abandonadas.

Era previsto que a água do rio Mississippi alcançasse 14,6 metros na noite desta segunda-feira, em meio a fortes chuvas e derretimento de neve do inverno.

O nível máximo já registrado no rio foi de 14,8 metros, em 1937, durante uma das maiores cheias ocorridas na história da região.

Além de afetar Memphis (Tennessee), as cheias no rio também provocaram inundações nos Estados de Illinois e Missouri.

Engenheiros do Exército disseram que é improvável que barreiras se rompam na cidade, mas advertiram que o nível das águas está subindo mais do que o esperado.

As autoridades também alertaram os moradores para possíveis ratos e cobras buscando refúgio por conta das inundações.

No centro de Memphis, a água do rio se estendeu por até 4,8 km, segundo o jornal Memphis Commercial Appeal.

Já pontos turísticos como Graceland, residência de Elvis Presley, e a Beale Street estavam fora de perigo, segundo autoridades.

Tornados

O sul dos EUA foi recentemente afetado também por tornados, que deixaram cerca de 340 mortos no final de abril.

Mais de 200 tornados teriam passado por sete estados americanos em apenas dois dias. Em visita aos locais afetados, o presidente Barack Obama disse nunca ter visto tanta devastação.

Notícias relacionadas