Britânica decapitada por sem-teto em Tenerife é identificada

Jennifer Mills-Westley (foto: PA/The Lucie Blackman Trust) Direito de imagem PA
Image caption Testemunhas não viram nenhuma razão aparente para o crime

A mulher britânica decapitada na sexta-feira por um sem-teto de origem búlgara num supermercado em Tenerife, nas Ilhas Canárias (Espanha), foi identificada neste sábado como a aposentada Jennifer Mills-Westley, de 62 anos, que vivia na cidade.

O búlgaro Deyan Valentinov, de 28 anos, foi preso após sair do supermercado com a cabeça de Mills-Westley após esfaqueá-la e degolá-la sem motivo aparente no mercado localizado dentro de um shopping center.

Uma autoridade local afirma que, aparentemente, a vítima foi escolhida aleatoriamente pelo assassino.

Ele não teria dito nenhuma palavra durante o ataque.

“Profeta de Deus”

Segundo a mídia espanhola, o homem acusado pelo crime já teria antecedentes criminais e já havia sido denunciado à polícia pelos donos do supermercado por perturbar clientes.

Segundo testemunhas, ele se dizia “profeta de Deus”.

“Esse homem, sem qualquer motivo ou razão aparente, entrou no mercado, cortou o pescoço da mulher e levou a cabeça dela com as mãos para fora (do local)”, disse o político local Manuel Reverón.

Uma testemunha disse a uma rádio local que, ao chegar no shopping center, viu “um homem correndo com algo sangrento em suas mãos, e um segurança correndo atrás dele”.

“(O homem) jogou (a cabeça) no chão, quase me atingiu, e (vi) que ele estava carregando a cabeça de uma mulher.”