Atentado mata pelo menos 24 no noroeste do Paquistão

Atentado em Hangu Direito de imagem Reuters
Image caption Rede de TV diz que Talebã assumiu autoria do atentado

Pelo menos 24 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas nesta quinta-feira em um atentado a bomba na cidade de Hangu, na província de Khyber-Pakhtunkhwa, no noroeste do Paquistão, segundo informa a polícia.

O ataque ocorreu próximo a prédios oficiais localizados no centro da cidade.

Segundo o correspondente da BBC em Islamabad Aleem Maqbool, autoridades policiais afirmam que o autor do ataque estava conduzindo um veículo cheio de explosivos quando foi parado em um posto de checagem próximo a escritórios do governo e da polícia. Foi então que ocorreu a explosão.

Um policial afirma que pelo menos 15 lojas, incluindo um restaurante, foram totalmente destruídas. Testemunhas afirmam que a explosão foi tão forte que há o temor de que mais pessoas estejam sob os escombros.

Um porta-voz da polícia ouvido pela agência de notícias Reuters afirma que o número de mortos deve aumentar, devido à gravidade dos ferimentos das pessoas que sobreviveram.

Leia mais na BBC Brasil: EUA anunciam retirada de parte de suas tropas do Paquistão

Vingança por Bin Laden

A rede de televisão CNN afirma que o braço da milícia Talebã no Paquistão assumiu a autoria do atentado. O Talebã possui o controle de áreas tribais próximas à cidade onde ocorreu o ataque.

Recentemente, o Talebã assumiu a responsabilidade por outros ataques no Paquistão, alegando fazer parte de uma campanha para vingar a morte do líder da rede Al-Qaeda, Osama Bin Laden, ocorrida em uma ação de forças especiais americanas no país.

O correspondente da BBC diz, no entanto, que a violência no Paquistão - especialmente no noroeste do país - não começou somente com a morte de Bin Laden, ocorrida no início de maio.

Maqbool afirma que a população no noroeste paquistanês já se acostumou com os atentados a bomba ocorridos nos últimos anos.

Notícias relacionadas