Equipes já resgataram 127 corpos do AF 447, diz associação

Destroços do AF 447
Image caption Na fase de buscas mais recente, '75 corpos foram localizados'

A atual fase de buscas pelos destroços do voo AF 447 já resultou no resgate de 75 corpos, informou à BBC Brasil nesta terça a associação de familiares das vítimas, que diz ter recebido a informação de autoridades francesas.

A estes 75 se somam outros dois outros corpos retirados do fundo do mar no início de maio e 50 corpos resgatados em etapas anteriores de buscas. Assim, o total de restos mortais encontrados até o momento é de 127.

“Falta localizar 101 corpos”, disse Nelson Faria Marinho, presidente da associação que reúne familiares das vítimas.

A BBC Brasil tentou confirmar a informação com autoridades locais na noite desta segunda-feira, sem sucesso.

Marinho acredita que apenas no final das buscas as autoridades francesas começarão a fase de identificação das vítimas. “Não sabemos se usarão o banco de dados (de materiais genéticos) já feito pela Polícia Federal no Brasil”, disse.

Conclusões iniciais

O AF 447, da Air France, caiu no Atlântico em 2009, em um acidente que deixou 228 mortos.

Na semana passada, o Escritório de Investigações e Análises da França (BEA, sigla em francês) informou, em uma nota sobre as circunstâncias da catástrofe, que o avião despencou a uma velocidade vertiginosa e que sua queda durou 3 minutos e 30 segundos.

O documento mostrou que houve incoerências nas velocidades medidas do avião. Após entrar em uma zona de turbulência, os pilotos foram confrontados a duas medições diferentes do avião durante pouco menos de um minuto, uma delas indicando uma perda brutal da velocidade.

Cerca de dois minutos após o início dos problemas, o avião Airbus, que estava a uma altitude de 35 mil pés (cerca de 10 mil metros), começou a cair a uma velocidade vertical de 10 mil pés (3 mil metros) por minuto. A aeronave também começou a oscilar, segundo a nota.

O órgão disse que as novas informações apenas descrevem a cadeia de eventos que conduziram ao acidente no avião que fazia a rota entre o Rio de Janeiro e Paris, mas não revelam as causas da catástrofe.

Um relatório preliminar sobre as causas do acidente com o avião da Air France deverá ser divulgado pelo BEA no final de julho.

Notícias relacionadas