Cinzas de vulcão chileno chegam à Austrália e provocam cancelamentos

Voos da Qantas Direito de imagem AP
Image caption Qantas cancelou todos os voos de Melbourne neste domingo

A empresa aérea australiana Qantas cancelou neste domingo todos os voos partindo de Melbourne ou com destino à cidade, devido à nuvem de cinzas do vulcão chileno que atingiram o país.

A Qantas já havia cancelado todos os voos para a Tasmânia e para partes da Nova Zelândia.

Outras companhias aéreas também interromperam pousos e decolagens na região, deixando milhares de passageiros sem alternativas para viajar.

A Virgin Atlantic cancelou 34 voos domésticos e um internacional que partiria de Melbourne. A Jetstar também cancelou voos da Nova Zelândia e da Tasmânia para a Austrália.

A companhia Air New Zealand disse que não mudou nenhum horário, mas que está ajustando as suas rotas. A empresa prevê que a nuvem de cinzas vulcânicas provoque transtornos ao longo de toda a semana.

Passageiros na Tasmânia disseram à televisão australiana ABC News que temem ficar vários dias presos na ilha, já que os serviços de barcas para a Austrália estão lotados nos próximos dois dias.

A Qantas disse que considera arriscado voar com a nuvem de cinzas no ar.

O vulcão Puyehue está em atividade há uma semana. Ventos fortes fizeram com que partículas chegassem a Austrália e Nova Zelândia em uma altitude entre 6 mil e 10 mil metros.

A empresa estima que oito mil passageiros foram afetados pelos cancelamentos. Ao longo da última semana, o vulcão chileno já provocou atrasos no Brasil, Chile, Argentina e Uruguai.

Notícias relacionadas