Hezbollah diz que dois de seus membros confessaram ser agentes da CIA

Direito de imagem AFP
Image caption Segundo líder Nasrallah, EUA estão trabalhando para os interesses de Israel.

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse nesta sexta-feira que dois membros do grupo libanês confessaram ser agentes da CIA.

Nasrallah disse ainda que um terceiro suspeito está sob investigação, também acusado de espionar para a agência de inteligência dos Estados Unidos.

Os três homens, que estão presos, não passaram informações relevantes do Hezbollah nem dados sobre seu poder militar, de acordo com o líder do grupo islâmico.

Os Estados Unidos, que consideram o Hezbollah uma organização terrorista, afirmou que as declarações de Nasrallah são falsas.

Israel

Em uma mensagem em vídeo divulgada nesta sexta-feira, ele acusa os EUA de trabalharem para os interesses de Israel.

“Os israelenses fracassaram na tentativa de entrarem nas estruturas do Hezbollah, então eles recorreram à CIA”, disse Nasrallah.

“As informações que esses agentes da CIA forneceram não interessam ao governo americano, são os detalhes militares que interessam a Israel em qualquer que seja a guerra.”

“Isso confirma que a embaixada americana (em Beirute) é um centro de espionagem para Israel.”

O Hezbollah tem dois ministros e diversos outros alianos no recém-formado governo libanês.

Notícias relacionadas