Hungria quer sobretaxar alimentos com muito sal e açúcar

Atualizado em  4 de julho, 2011 - 16:35 (Brasília) 19:35 GMT

Player

Governo diz que húngaros estão entre os menos saudáveis do continente.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Chocolate/BBC

A indústria de alimentos húngara critica a proposta do governo

O governo da Hungria quer aprovar uma lei que aumenta entre 5% e 20% os impostos sobre comidas e bebidas que tenham níveis excessivos de sal e açúcar.

O projeto de lei, apelidado de "imposto do chocolate", tem por objetivo tornar os húngaros mais saudáveis.

A porta-voz do governo diz que a saúde dos húngaros é, em média, pior do que a dos outros europeus, com muitos casos de câncer e doenças cardíacas.

O novo imposto pode gerar uma arrecadação de até US$ 110 milhões de dólares por ano para o governo, mas está sendo criticado pela indústria, que diz não ter sido consultada o suficiente durante o processo de elaboração da lei.

O Parlamento deve votar o projeto de lei nas próximas semanas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.