Família e amigos participam de funeral de Amy Winehouse em Londres

Atualizado em  26 de julho, 2011 - 11:07 (Brasília) 14:07 GMT
Kelly Osbourne foi ao funeral de Amy Winehouse com penteado semelhante ao usado pela cantora (PA)

Kelly Osbourne foi ao funeral de Amy Winehouse com penteado semelhante ao usado pela cantora

A família e amigos próximos de Amy Winehouse se reuniram no norte de Londres nesta terça-feira para o funeral da cantora em uma cerimônia fechada ao público.

Um comboio de veículos foi até o cemitério Edgwarebury e, apesar das tentativas de manter o público longe da cerimônia, o caminho até a entrada ficou tomado por fotógrafos e alguns fãs.

Cerca de 200 pessoas eram esperadas na cerimônia de 45 minutos, conduzida por um rabino. Ao final da cerimônia, foi tocada a música So Far Away da cantora americana Carole King.

Entre os presentes estavam a amiga da cantora, Kelly Osbourne (filha de Ozzi Osbourne) e o produtor musical Mark Ronson. Osbourne e outros presentes ao funeral foram vistos usando um penteado parecido com o que Amy usava.

Depois do funeral, o corpo da cantora foi levado para um crematório de Londres, onde deve ser cremado, e a família para para uma sinagoga.

A cantora de 27 anos, que vinha lutando contra o vício do álcool e das drogas, foi encontrada morta em casa, no sábado, depois que um integrante da sua equipe de segurança chamou uma ambulância.

Homenagens

Em uma declaração em sua página na internet, a cantora britânica Adele afirmou que Winehouse "abriu caminho para artistas como eu e animou as pessoas com a música britânica novamente".

Dionne Bromfield, a afilhada de Amy que assinou um contrato com o mesmo selo da cantora morta no sábado, prestou uma homenagem à Winehouse no Twitter, afirmando que sente "como se uma parte da minha alma tivesse ido embora com a bela cantora Amy... por favor, façam uma oração... Ela amava todo mundo".

Amy Winehouse morre aos 27 anos

Fãs prestam homenagem em frente a casa onde foi morta em Londres

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Também no Twitter, o cantor George Michael escreveu que Winehouse era "a mais comovente vocalista que este país já viu".

O guitarrista dos Rolling Stones, Ron Wood, dedicou seu programa de rádio na Grã-Bretanha da noite de sábado à cantora. Wood disse que a morte "é uma perda muito triste de uma grande amiga com quem passei muito tempo junto".

Wood também disse que dedicaria uma apresentação de sua outra banda, o Faces, na cidade inglesa de Hurtwood, para Amy.

A cantora americana Carole King, de quem Winehouse gravou a canção Will You Love Me Tomorrow, descreveu-a como uma figura "muito talentosa", que levou uma vida "terrivelmente amaldiçoada".

O ator Russell Brand publicou em seu site que "perdemos uma alma linda e uma mulher talentosa".

"Perdemos uma alma linda e uma mulher talentosa"

Russell Brand, ator

Outras celebridades usaram suas contas no Twitter para se expressar sobre a morte da cantora.

Kelly Osbourne, cantora, apresentadora e filha de Ozzy, disse que estava "chorando por ter perdido uma das minhas melhores amigas".

"Te amo para sempre, Amy e nunca esquecerei quem você era de verdade."

Inquérito

O produtor musical Mark Ronson também foi à cerimônia no norte de Londres (Getty)

O produtor musical Mark Ronson também foi à cerimônia no norte de Londres

A Scotland Yard disse que a autópsia realizada na segunda-feira "não determinou formalmente a causa da morte" e que será necessário aguardar os resultados dos exames toxicológicos, que devem sair em um prazo de duas a quatro semanas.

A polícia informou que um inquérito judicial sobre o caso, aberto pelo tribunal encarregado de investigar mortes não esclarecidas, foi adiado até 26 de outubro.

De acordo com a funcionária do tribunal Sharon Duff, a polícia investigou o local onde o corpo de Amy foi encontrado, considerando a cena da morte "não suspeita".

Na segunda-feira, a mãe, o pai e o irmão de Amy Winehouse estiveram em frente à casa da cantora no bairro de Camden Town, no norte de Londres, onde ela foi encontrada morta.

O pai da cantora, Mitch, agradeceu aos fãs por levarem flores, bilhetes e cartões para o local. "Isso significa muito para a minha família", disse ele.

Segundo informações da companhia oficial que monitora as vendas do mercado fonográfico na Grã-Bretanha, as vendas do CD Back to Black, o segundo da cantora, tiveram um aumento exponencial após o anúncio da morte.

Cinco anos depois de seu lançamento, o álbum voltou às paradas de sucesso, alcançando a posição número 59.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.