'Bomba' amarrada em pescoço de australiana era falsa, diz polícia

A polícia australiana informou que o artefato colocado ao redor do pescoço de uma jovem australiana na terça-feira não continha explosivos.

Após uma delicada operação de cerca de dez horas para separar Madeleine Pulver, de 18 anos, da suposta bomba, os policiais disseram que o incidente não passava de um "trote elaborado".

Uma pessoa disfarçada teria colocado o artefato, que tinha aparência de um explosivo legítimo, ao redor do pescoço da adolescente e teria deixado um bilhete na casa contendo instruções.

Especulações na mídia australiana indicam que o objetivo poderia ser extorquir dinheiro de uma família rica, mas os investigadores dizem que é cedo demais para tirar conclusões.