Papa anuncia evento na 'bela cidade' do Rio em 2013

Fiel agita bandeira brasielira em frente ao papa Bento 16 durante evento em Madri, no dia 21 de agosto de 2011 Direito de imagem AFP Getty Images
Image caption Evento que será no Rio visa atrair juventude católica

O papa Bento 16 encerrou sua estadia de quatro dias na Espanha com um missa em Madri vista por cerca de 1,5 milhão de pessoas, na qual anunciou que o Rio de Janeiro sediará a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, em 2013.

A jornada, que terá no Rio a sua 27ª edição, é um festival voltado para a juventude católica e atrai peregrinos de todas as partes do mundo.

''Estou feliz de anunciar que o próximo Dia Mundial da Juventude será realizado em 2013, no Rio de Janeiro'', afirmou o papa.

''Desde já, peçamos ao senhor que ajude àqueles que organizarão o evento e que facilite a viagem de jovens em todo o mundo, para que eles possam se juntar a mim naquela bela cidade do Brasil'', disse Bento 16.

A missa do sumo pontífice católico foi assistida pelo governador Sérgio Cabral e pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Diversos fiéis brasileiros agitaram bandeiras do Brasil e vibraram com o anúncio feito pelo papa.

Como parte do ritual da jornada, jovens espanhóis entregaram a um grupo de jovens católicos brasileiros vestidos de verde e amarelo uma grande cruz de madeira e uma imagem de Nossa Senhora.

Polêmica

O giro do papa pela Espanha foi cercado de polêmica, já que muitos ativistas se opunham a que dinheiro público fosse gasto com a visita em um momento em que o país atravessa grave crise econômica.

A homília do papa foi especialmente voltada para atrair os jovens ao catolicismo, que vem perdendo inúmeros fiéis nos países europeus.

O papa conclamou os jovens a envolverem com a Igreja, dando a entender que não se deve buscar a fé sem o apoio da religião organizada.

''Não se pode seguir a Jesus sozinho. Quem cede à tentação de ir por sua própria conta, corre o risco de não encontrar nunca a Jesus Cristo ou de acabar seguindo uma imagem falsa.''

O papa fez saudações aos presentes em espanhol, português, inglês, polonês, francês e alemão.