Menino perde prêmio de US$ 50 mil por se passar por irmão gêmeo

O jovem Nick Smith, ao lado de seu pai, Pat Direito de imagem AP
Image caption Rifa havia sido comprada pelo irmão gêmeo de Nick Smith

Um menino de 11 anos de idade que realizou uma proeza quase inalcançável durante uma exibição de hóquei teve de devolver o prêmio de US$ 50 mil (R$ 79,5 mil) que recebeu, após ter revelado que ele trocou de lugar com seu irmão gêmeo.

Nate Smith espantou a plateia presente a um estádio na cidade americana de Minneapolis, nos Estados Unidos, quando conseguiu lançar o disco usado em partidas de hóquei, que mede cerca de 7,6 centímetros, a uma distância de 27 metros, e colocá-lo, com precisão, dentro de um buraco de 9 centímetros.

Mas quem havia comprado o bilhete para realizar a proeza esportiva havia sido o irmão gêmeo de Nate, Nick.

Nick, após ter comprado o ingresso, havia saído do estádio juntamente com amigos e pedido ao seu irmão que lançasse o disco que hóquei, caso ele fosse chamado, mas sem acreditar que isso pudesse acontecer.

Direito de imagem AP
Image caption Nate Smith, após ter realizado seu notável feito esportivo

O irmão gêmeo ausente acabou sendo chamado e, com o consentimento de seu pai, Nate decidiu se aventurar a tentar lançar o disco.

O pai dos meninos, Pat Smith, contou aos organizadores do evento no dia seguinte que seus filhos haviam trocado de lugar, porque, segundo ele, ''eles não estava se sentido bem com isso''.

A companhia que fez o seguro da partida disse que o incidente representou uma infração de contrato e que não poderia pagar o prêmio devido a ''implicações legais''.

Em vez disso, a firma decidiu fazer uma doação no valor de US$ 20 mil para a organização local de hóquei para jovens.

Nate e Nick Smith jogam na Organização Jovem de Hóquei de Owatonna.

O pai dos gêmeos afirmou que eles estavam decepcionados de não ter recebido o prêmio, mas felizes que a entidade de hóquei voltada para os jovens iria se beneficiar.

Em entrevista à rede ABC, Pat Smith elogiou a atitude de seus filhos. "Fizemos a coisa certa. Acredito que a honestidade é mais importante que qualquer prêmio ou dinheiro que você possa receber”, afirmou.

Notícias relacionadas