Grã-Bretanha investiga suposta cumplicidade com torturas na Líbia de Khadafi

A Grã-Bretanha deu início a uma investigação para apurar se o governo britânico foi cúmplice com a tortura de suspeitos de terrorismo durante o regime do coronel Muamar Khadafi.

O inquérito vai investigar ligações entre forças de inteligência britânicas e agentes de segurança de Khadafi.

A investigação irá se debruçar sobre documentos encontrados recentemente por um grupo de direitos humanos em Trípoli.

Os documentos supostamente mostram que a Grã-Bretanha ajudou a transferir um suspeito de terrorismo para a Líbia, a fim de que ele fosse interogado.

O suspeito atualmente é um comandante rebelde que diz ter sido torturado.

O ex-secretário de Relações Exteriores britânico Jack Straw disse não estar ciente de nenhum caso similar envolvendo a Líbia.