Um terço dos veteranos dos EUA são contra guerras, diz pesquisa

Americano no Afeganistão. Getty Direito de imagem Getty
Image caption Veteranos enfrentam dificuldades na volta para a casa, mas são orgulhosos do serviço prestado

Um terço dos veteranos dos Estados Unidos que atuaram no front após o 11 de Setembro são contra as guerras no Iraque e no Afeganistão, mostra uma pesquisa do Pew Research Center.

A opinião de 33% dos veteranos é compartilhada por 45% do público geral, segundo a pesquisa.

Cerca de seis entre dez veteranos disseram acreditar que os Estados Unidos deveriam se importar menos com problemas externos e focar questões internas do país.

A pesquisa mostra ainda que 41% dos americanos acreditam que a guerra no Afeganistão valeu a pena. A respeito da campanha no Iraque, 36% se mostraram satisfeitos.

O diretor do centro de pesquisas, Paul Taylor, disse à BBC que os resultados "são pouco usuais na história americana".

"Eles são muito orgulhosos do serviço que estão prestando, 96% deles têm orgulho. Mas eles estão enfrentando muitas dificuldades na volta para casa, muito estresse", disse.

A pesquisa ouviu ao todo quatro mil pessoas, entre veteranos e membros do público geral, em grupos separados.

Descontentamento

O alto custo das guerras no Afeganistão e no Iraque são uma das causas baixo apoio dos americanos.

Apenas com o Afeganistão, os Estados Unidos gastam cerca de US$ 2 bilhões por semana para a manutenção das tropas, no momento em que o país vive uma grave crise econômica.

Oficialmente, os Estados Unidos já encerraram a campanha no Iraque, mas muitos soldados ainda permanecem no país.

Notícias relacionadas