Voos da Qantas continuarão parados até 2ª devido a disputa trabalhista

Passageiros da Qantas Direito de imagem AFP
Image caption Passageiros da Qantas não estão conseguindo voar desde sábado

A companhia aérea australiana Qantas disse neste domingo que vai manter suspensos todos os seus voos domésticos e internacionais até o meio-dia de segunda-feira (23h de domingo no horário de Brasília), em resposta a uma disputa trabalhista com sindicatos.

Um tribunal arbitral australiano está tentando mediar a disputa entre o sindicato e a empresa.

Cerca de 70 mil pessoas foram afetadas pelo cancelamento dos voos em 22 países diferentes.

O governo australiano está pressionando ambos os lados para que o problema seja resolvido. No domingo, a primeira-ministra Julia Gilard disse que o impasse precisa acabar logo. O governo estima que "dezenas de milhões de dólares" estão sendo perdidos a cada hora.

Disputa

A Qantas anunciou no sábado a suspensão de todos os seus voos. A companhia exige que os sindicatos parem de fazer manifestações e greves, que estariam custando à empresa US$ 16 milhões por semana.

O principal executivo da Qantas, Alan Joyce, disse que não há hipótese alguma de a companhia aérea retomar as suas atividades antes que a situação com os sindicatos seja resolvida.

As relações entre as partes pioraram desde agosto, quando a Qantas anunciou um plano de reestruturação, com a transferência de algumas de suas operações para a Ásia.

A Qantas possui 65% do mercado australiano de voos domésticos, mas os seus voos internacionais têm dado prejuízo. A reestruturação proposta prevê o corte de mil empregos, do atual quadro de 35 mil funcionários.

Os pilotos ainda estavam negociando a reestruturação com a companhia e não haviam decretado greve, ao contrário de engenheiros e outros setores da empresa, que já estavam promovendo paralisações.

"Os pilotos deixaram claro desde o começo que não fariam greves que atrapalhassem os passageiros. Nós cumprimos isso até hoje", disse o vice-presidente da Associação Australiana de Pilotos, Richard Woodward. "Já Alan Hoyce optou por atrapalhar os passageiros da pior forma possível."

As autoridades australianas recomendam que passageiros com voos marcados pela Qantas não se encaminhem até o aeroporto antes de se informar sobre seus voos. A Qantas precisa fornecer acomodação e refeições a passageiros que estão no meio de conexões.