Fragata brasileira chega ao Líbano para liderar frota da ONU

Fragata União (crédito: Wikimedia Commons) Direito de imagem BBC World Service
Image caption A Fragata será principal embarcação de missão para manter embargo de armas

Uma fragata da Marinha brasileira é aguardada nesta segunda-feira no porto de Beirute para reforçar as operações da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil, na sigla em inglês).

A fragata União é equipada com helicóptero e leva 243 militares brasileiros. A embarcação brasileira será o principal navio de uma frota internacional que conta ainda com três navios alemães, dois de Bangladesh, um grego, um turco e um da Indonésia.

O navio brasileiro leva um destacamento de mergulhadores de combate e outro de fuzileiros navais, responsável pela segurança do navio.

A missão brasileira, de 8 meses, começou oficialmente em fevereiro, quando o contra-almirante brasileiro Luiz Henrique Caroli assumiu o comando da Força Tarefa Marítima (MTF, na sigla em inglês), a unidade marítima da Unifil. É a primeira vez que militares brasileiros participam da frota marítima de uma força de paz.

A Unifil atualmente monitora a fronteira entre Líbano e Israel e ajuda o governo libanês a evitar a entrada de armas ilegais no resto de suas fronteiras.

A MTF patrulha águas da costa libanesa para evitar a violação do embargo de armas imposto ao Líbano, além de treinar a Marinha do país.

A força foi criada por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU em 2006.

A Unifil, criada em 1978 para supervisionar a retirada das tropas de Israel do território do Líbano após a crise entre os dois países, conta atualmente com mais de 12 mil militares de 37 países.

Notícias relacionadas