Revista britânica destaca 'renascimento cultural' do Rio de Janeiro

Crianças brincam em rua da Rocinha Direito de imagem Reuters
Image caption Para a revista, morros cariocas são agora "lugares a serem explorados"

O Rio de Janeiro está deixando para trás os estereótipos de "carnaval, crime e caipirinha" e vive um renascimento cultural, na avaliação da última edição da revista Time Out - London, dedicada à programação cultural da capital britânica.

Em um artigo de turismo que ocupa três páginas da revista, o editor da versão carioca da publicação, Doug Gray, afirma que a antiga capital brasileira ainda tem "o sol, as praias e os biquínis", mas que "as profundidades até aqui escondidas do Rio de Janeiro estão aparecendo".

"O crime está em queda, muitos dos morros agora são lugares a serem explorados e, não mais preparados para serem os primos pobres e despreocupados de São Paulo, os cariocas estão ansiosos por algo mais substantivo do que músicas sobre o amor ensolarado", diz.

Para Gray, o Rio de Janeiro passa por "uma mudança cultural sísmica".

Apesar disso, a revista afirma que "felizmente, algumas das tradições que moldaram a cidade também estão sendo protegidas, com alguns remanescentes da bela arquitetura colonial ganhando proteção legal e um a um retornando à sua glória passada como centros culturais, bares e restaurantes".

Entre os destinos turísticos destacados pela Time Out estão o mercado do Saara, o Teatro Municipal, a catedral metropolitana, no centro, além da floresta da Tijuca e o parque Catacumba.

Notícias relacionadas