Caso Assange vai para a Suprema Corte na Grã-Bretanha

A Suprema Corte britânica vai decidir se o fundador do site Wikileaks (especializado em vazamento de informações), Julian Assange, vai poder apelar contra sua extradição para a Suécia para ser interrogado sobre acusações de abuso sexual e estupro.

Assange nega as alegações e diz que elas têm motivação política.

No mês passado, a Alta Corte de Londres rejeitou um recurso de Assange. Agora, o tribunal decidiu que o caso é de interesse público e que o novo recurso deve ser julgado pela mais alta instância jurídica do país o mais rapidamente possível.

Assange deve aguardar a decisão da Suprema Corte em prisão domiciliar.