Londres 2012: Artista recria obra-prima com trabalhadores como modelos

Freeze Frame, de Neville Gabie Direito de imagem ODA
Image caption Fotografia 'Freeze Frame', de Neville Gabie, é uma releitura de um clássico de Seurat

Um artista contratado por um dos órgãos que organiza a Olimpíada de Londres 2012 recriou uma pintura clássica do pós-impressionismo francês usando como modelos os trabalhadores que estão construindo obras dos Jogos.

O sul-africano Neville Gabie foi contratado para ser "artist-in-residence" (residência artística), um cargo onde um artista é convidado por uma instituição ou empresa para criar uma obra que reflete sobre um tema específico.

Por 15 meses, Neville Gabie criou obras para a Olympic Delivery Authority (ODA), uma das duas entidades que organiza a Olimpíada de Londres.

Entre as obras está uma foto de Gabie que recria o quadro "O banho em Asnières" ("Bathers at Asnières"), do pintor George Seurat, de 1883-4, um dos marcos do movimento pontilhista. A obra-prima de Seurat faz parte do acervo do museu National Gallery, de Londres.

A foto de Gabie - batizada de "Freeze Frame" ("Quadro congelado") - usa trabalhadores da construção civil, jardineiros, engenheiros, designers e seguranças como modelos.

"Quando Seurat pintou 'O banho em Asnières' entre 1883-4, a pintura foi vista como uma imagem radical, baseada na ideia da classe trabalhadora em um parque urbano, mas em uma paisagem industrial", diz Gabie.

Direito de imagem The Yorck Project
Image caption O banho em Asnières, de George Seurat. Foto: The Yorck Project © Zenodot Verlagsgesellschaft mbH (licença GNU FDL)

"Seurat foi um dos primeiros artistas a homenagear os homens comuns nos lugares onde eles habitavam de verdade."

O trabalho do artista sul-africano recebeu elogios do curador das obras do século 19 da National Gallery, Chris Riopelle.

"Neville Gabie reinterpreta Seurat em uma era pós-industrial. Ele nos mostra a beleza e harmonia natural que pode surgir em um local inesperado."

Para a entidade olímpica, a obra reflete a "variedade e diversidade de funções" dos trabalhadores envolvidos em construir as obras das Olimpíadas.