Veja como cortar gastos durante visita a Londres 2012

Típico ônibus britânico na praça Trafalgar, em Londres (Getty) Direito de imagem Getty
Image caption Praça Trafalgar terá exibição das Paraolimpíadas

Quem planejou uma viagem para ver ao vivo as Olimpíadas de Londres 2012 provavelmente já gastou uma quantia considerável em passagem de avião e hospedagem.

Sendo Londres uma cidade de alto custo de vida, e com a libra cotando perto dos R$ 3, esses gastos tendem a continuar crescendo ao desembarcar na capital britânica.

Pensando nisso, a BBC preparou uma lista de dicas para tentar baratear ao máximo os passeios e a locomoção pela cidade-sede das Olimpíadas (atenção: os links citados na reportagem estão em inglês).

Transporte às competições olímpicas

Transporte público: Os organizadores dos Jogos têm a ambiciosa meta de que todos os espectadores de Londres 2012 consigam chegar às arenas de competição via transporte público, caminhando ou pedalando.

Quem tiver ingressos para algum evento olímpico receberá um bilhete de viagens gratuito para o dia da competição, chamado Games Travelcard (veja mais em http://l2012.cm/n2IJMx). Isso permitirá ao viajante viajar entre o centro e as zonas periféricas da cidade via transporte público (metrô, metrô de superfície, veículo sobre trilhos, ônibus e trem). O usuário pode planejar sua viagem no link a seguir, colocando os locais de origem e destino: http://bit.ly/ojwl24.

O cartão não vale, porém, para trens expressos aos aeroportos.

Os espectadores também terão direito a descontos de 30% no preço dos serviços de transporte fluvial pela cidade.

Transporte para fora da capital: Para competições ou viagens para fora de Londres, a empresa de ônibus executivos First ( http://www.firstgroupgamestravel.com/direct-coaching/) está trabalhando em parceria com os Jogos Olímpicos para aumentar a oferta de transporte de e para a capital.

A empresa ferroviária National Rail está oferecendo Games Train Tickets ("bilhetes de trens para os jogos"; veja mais em http://bit.ly/HcVjf2) com desconto para compras antecipadas.

Direito de imagem Reuters
Image caption Quem tiver ingresso para os Jogos terá direito a cartão especial de transporte público

Quem tiver posse de um ingresso olímpico poderá viajar a Londres de qualquer estação operada pela National Rail na Grã-Bretanha, bem como ir a cidades que também sediarão a outras cidades-sede dos Jogos, como Coventry, Newcastle, Glasgow, Manchester, Cardiff e Weymouth.

Caminhadas e bicicletas: Os organizadores dos Jogos dizem ter investido mais de 10 milhões de libras (cerca de R$ 30 milhões) para "melhorar oito rotas de caminhada e ciclovias ligando diferentes partes de Londres ao Parque Olímpico (no leste da cidade) e outras arenas".

Caminhar em Londres é relativamente simples, já que grande parte do centro da cidade é plano, e as calçadas são em geral bem cuidadas.

Para quem quiser se aventurar de bicicleta, a cidade tem um programa de aluguel de bicicletas chamado Barclays Cycle Hyre (veja aqui os pontos de retirada e devolução: http://bit.ly/afCqyG). O custo básico é uma taxa de acesso de 1 libra para 24 horas e de 5 libras para uma semana.

Se a bicicleta for devolvida em até 30 minutos, seu uso é gratuito. Viagens de até uma hora custam 1 libra; de até duas horas, 6 libras.

Mas vale destacar que, em muitos pontos de retirada, muitas das bicicletas estão quebradas. Sendo assim, algumas vezes o usuário se verá forçado a esperar no local pela devolução de alguma bicicleta que esteja em bom estado.

Preços justos em entretenimento

A prefeitura de Londres lançou, no ano passado, um acordo em que mais de 60 fornecedores de atrações turísticas se comprometem a não inflar seus preços durante o período olímpico.

Entre os que assinaram o acordo de não aumentar o valor de seus ingressos estão a roda gigante London Eye, o Aquário de Londres, a Torre de Londres, o British Music Experience (espécie de tour pela música pop britânica) e alguns restaurantes. Veja a lista completa de signatários e seus preços: http://www.visitlondon.com/tag/london-visitor-charter.

Direito de imagem Reuters
Image caption Cidade tem programa de aluguel de bicicletas

Também é bom lembrar que os museus britânicos dão acesso gratuito a seus acervos, cobrando apenas para a entrada em exibições temporárias.

Eventos esportivos gratuitos

O acesso à maioria das competições olímpicas é pago, mas algumas atrações, que ocorrerão nas ruas de Londres, podem ser assistidas gratuitamente:

As maratonas feminina e masculina (em 5 e 12 de agosto, respectivamente), que serão disputadas nas ruas do centro de Londres (veja o mapa: http://l2012.cm/zKJQ78).

As disputas de marcha atlética, marcadas para 4 e 11 de agosto (masculina e feminina, respectivamente), também ocorrerão no centro da cidade (veja o percurso: http://l2012.cm/n5LCs4).

A prova de ciclismo do triatlo feminino, em 4 de agosto, e do masculino, em 7 de agosto, terá partes de exibição gratuita, passando pelo Hyde Park, o Wellington Arch e o Palácio de Buckingham.

O mesmo acontece com as provas de ciclismo (homens em 28 de julho; mulheres em 29 de julho), que terão partes de seu percurso gratuitas, passando pela avenida The Mall, pela região de Westminster (na região turística), pelo oeste de Londres até a região periférica (veja o percurso: http://l2012.cm/geuP3e).

Haverá provas ciclísticas gratuitas no palácio de Hampton Court ( http://l2012.cm/ItfRyq), em 28 de junho e 1º de agosto.

Transmissões gratuitas

Direito de imagem Getty
Image caption Trechos de maratona poderão ser vistos gratuitamente nas ruas de Londres

Se você quer absorver a atmosfera olímpica sem pagar por ingressos, pode se juntar à multidão ao redor de alguns dos telões que transmitirão os jogos gratuitamente, no Hyde Park e no Victoria Park ( http://bit.ly/tTDn2x). Esses locais também abrigarão shows de música e atrações culturais.

Já as Paraolimpíadas serão transmitidas em telão na praça Trafalgar, de 29 de agosto a 9 de setembro.

Os organizadores dizem que a entrada de novos visitantes dependerá da lotação dos parques, mas até quatro assentos podem ser pré-reservados por uma taxa de 3,50 libras (cerca de R$ 10) cada, mas é preciso chegar antes das 14h no parque (mais informações estarão disponíveis em http://www.btlondonlive.com/tickets).

Detalhe importante: essa entrada garantida não valerá para os dias das cerimônias de abertura e encerramento, nem para o dia em que o triatlo será disputado no Hyde Park.

Alimentação

Para quem vai às arenas olímpicas, é bom ter em mente que não será permitida a entrada de comida e bebida livremente (as regras ainda estão sendo finalizadas, mas já se sabe que serão proibidos recipientes com 100 ml ou mais).

A organização dos jogos diz que as arenas terão bebedouros gratuitos. Comidas dentro desses locais poderão ser compradas apenas com dinheiro vivo ou cartão Visa, patrocinadora dos Jogos. E o McDonald’s será a única rede presente no Parque Olímpico, mas outros lanches sem marca poderão ser vendidos – inclusive bebidas alcoólicas.

Para quem quiser dicas de alimentação fora dos estádios olímpicos, a revista Time Out tem um guia online de locais baratos para refeições em diversos bairros da cidade: http://bit.ly/gojyri.

Direito de imagem PA
Image caption Fique atento às restrições para a entrada de comida no Parque Olímpico

Confira também as sugestões do site About.com para refeições por menos de 5 libras (R$ 15): http://bit.ly/9FvF1K; e a lista de restaurantes baratos do VisitLondon.com, o guia oficial online da cidade: http://bit.ly/fhIgfB.

Para refeições baratas no leste de Londres – região que concentrará a maior parte dos eventos olímpicos –, veja o guia do jornal The Guardian: http://bit.ly/hXMjH8.

'Olimpíada Cultural'

Os Jogos Olímpicos virão acompanhados de uma série de atrações culturais, algumas delas gratuitas, dentro da chamada "Cultural Olympiad", a "Olimpíada Cultural".

Haverá atrações em música (veja a lista gratuita aqui: http://l2012.cm/HAWEuV), artes ( http://l2012.cm/HvdZUj), eventos de rua ( http://l2012.cm/HDFFUK), dança ( http://l2012.cm/HpE4lY), cinema ( http://l2012.cm/IisQ6u), museus ( http://l2012.cm/Ig3zHH), literatura ( http://l2012.cm/HveYUn), teatro ( http://l2012.cm/HX5p1a), moda ( http://l2012.cm/Hsf8z0), em toda a Grã-Bretanha.

Notícias relacionadas