Cientistas criam imagem microscópica de rainha Elizabeth em diamante

Imagem microscópica da rainha gravada em um diamante (Periodicvideos.com) Direito de imagem PERIODICVIDEOS.COM
Image caption Imagem caberia 300 mil vezes dentro de um selo

Uma imagem microscópica da rainha Elizabeth 2ª foi criada por cientistas da Universidade de Nottingham, na Grã-Bretanha, para marcar o Jubileu de Diamante, que marca os 60 anos do reinado da monarca.

O retrato é invisível a olho nu e foi gravado em um diamante que poderá vir a ser oferecido à rainha como um presente. A imagem é tão pequena que caberia 300 mil vezes dentro de um selo.

A gravura da rainha, que mede 46 por 32 mícrons, medida que equivale a um milésimo de um milímetro, foi criada pelos cientistas Martyn Poliakoff, Michael Fay e Christopher Parmenter, dos centros de Nanotecnologia e Nanociência da universidade.

Para gravar a efígie no diamante, foi utilizado um feixe de íons de gálio - uma forte descarga de átomos - aplicado no carbono do diamante.

Precisão

''Nós somos capazes de fazer isso com muita precisão e produzir uma imagem muito pequena'', afirma o cientista Michael Fray.

De acordo com outro integrante da equipe, o cientista Martyn Poliakoff, ''a imagem se parece muito com a rainha e, do ponto de vista científico, se parece muito com a imagem que usamos para criá-la. Você pode colocar uma sobre a outra e elas se encaixam perfeitamente''.

A universidade disse estar aberta a sugestões sobre o que fazer com a gravura.

Poliakoff disse que gostaria que o diamante fosse utilizado como parte das celebrações do Jubileu da rainha. Outros integrantes da equipe científica querem que o diamante seja presenteado à monarca.

O experimento faz parte de uma série de vídeos realizados pela universidade para promover o estudo de química. A série de vídeos batizada como A Tabela Periódica de Vídeos já foi vista mais de 20 milhões de vezes desde 2008.

Notícias relacionadas