FMI diz que progressos econômicos ainda são 'frágeis'

O Fundo Monetário Internacional (FMI) dia que as perspectivas econômicas globais estão se fortalecendo gradualmente, mas que os progressos concretos ainda são frágeis.

Em sua avaliação mais recente, o FMI identifica os preços do petróleo e a crise da zona do euro como as principais ameaças.

O órgão também alerta que a desintegração do euro ainda não pode ser completamente descartado e que, se o processo realmente acontecer, pode ter um impacto maior na economia global do que o colapso do banco Lehman Brothers em 2008.

No entanto, o FMI afirma que uma desaceleração aguda da economia global agora parece menos provável do que há alguns meses.