Faxineiros da Vila Olímpica recrutados para 'espionar' atletas

Vila Olímpica (Foto John Stillwell - WPA Pool/Getty Images) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Pessoal de limpeza e segurança da Vila Olímpica foram instruídos a relatar 'itens suspeitos'

Faxineiros e funcionários de segurança da Vila Olímpica foram instruídos a espionar atletas como parte dos esforços para combater o doping nos Jogos 2012, segundo informações do jornal britânico The Independent.

A ideia, segundo o jornal, é que os faxineiros ou seguranças relatem às autoridades toda vez que encontrarem remédios, comprimidos, equipamento intravenosos ou outros itens suspeitos nas habitações de atletas.

Segundo o jornal, Jonathan Harris, chefe do grupo antidoping do Comitê Organizador, Locog, teria dito na segunda-feira que sua equipe "não quer depender apenas dos testes-surpresa", aos quais qualquer um dos cerca de 10 mil atletas na Vila Olímpica está sujeito durante todo o evento.

"Deixamos outras funções do Locog – segurança, limpeza, serviços – bem a par das questões de doping", diz ele no jornal.

Londres 2012 realiza um número sem precedentes de testes.

Estima-se que cinco mil amostras venham a ser coletadas durante a Olimpíada, o que representa um aumento de 10% em relação aos números divulgados pelos Jogos de Pequim.

Mais de 150 cientistas estão realizando os testes.

Notícias relacionadas