Suspeita de doping de nadadora causa indignação na China

Ye Shiwen | Foto: Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Nadadora chinesa Ye Shiwen, de 16 anos, não usou doping, declara órgão esportivo britânico

A performance da nadadora Ye Shiwen, que aos 16 anos deu a medalha de ouro à China nos 400 metros medley individuais nos Jogos de Londres, levantou suspeitas de doping e deu início a uma onda de críticas a jornalistas ocidentais na China.

Aclamada como heroína nacional pela mídia chinesa, a menina, que nadou cinco segundos mais rápido do que sua melhor marca, teve o seu desempenho questionado por John Leonard, veterano técnico dos Estados Unidos e diretor-executivo da Associação Mundial dos Técnicos de Natação.

Leonard disse que o desempenho da nadadora foi "perturbador" e comparou a performance de Ye à de nadadoras da antiga Alemanha Oriental nos anos 1980, que tinham sido comprovadamente influenciadas por uso sistemático de substâncias proibidas.

Leonard disse ao jornal britânico The Guardian, que toda vez que surgiu um resultado "inacreditável" no esporte, "a história acabou mostrando mais tarde que houve envolvimento de doping" no caso.

Comentaristas alemães e britânicos manifestaram suspeitas semelhantes, mas, nesta terça-feira, o presidente da Associação Olímpica Britânica, Colin Moynihan, disse que até agora Ye passou em todos os testes antidoping a que foi submetida e que ela "merece reconhecimento pelo seu talento".

Insulto

Mesmo assim, as suspeitas sobre o desempenho da nadadora provocaram uma onda de reações indignadas nas redes sociais e na mídia chinesas, que criticaram jornalistas ocidentais por terem "incitado" dúvidas sobre a performance da atleta.

Para vários usuários de rede sociais, a mídia ocidental "insultou a campeã olímpica chinesa".

Em um post em uma das réplicas do Twitter no país, um usuário diz que o Ocidente está crescentemente desesperado e com medo de uma China emergente e por isso faz "de tudo para conter e suprimir a crescentemente próspera China".

"Vocês, britânicos, não deveriam participar dos Jogos Olímpicos se não conseguem perder", disse um usuário da rede de microblogs Weibo.

Outro usuário de Pequim questionou os motivos de se colocar em dúvida a performance no contexto olímpico.

"Não é justamente este o espírito olímpico, que encoraja as pessoas a irem mais alto, mais rápido e serem mais fortes?".

Um usuário chinês do Weibo residente na Austrália disse, no entanto, que os comentaristas britânicos têm liberdade de expressão.

"E também não acho que Ye Shiwen se incomodaria tanto ou teria tanto medo desse tipo de críticas, não?", disse.

A mídia oficial chinesa foi toda elogios ao desempenho de Ye.

"Quem poderia ter pensando que aos 16 anos de idade Ye Shiwen brilharia com imensa potência", disse a edição internacional do People’s Daily, enquanto o China Daily disse que "considerando que a prova é uma prévia para a sua favorita, os 200 metros medley individuais, o futuro dela realmente parece brilhante".

Notícias relacionadas