Brasil tem maior queda anual em expectativa de contratações em pesquisa com 42 países

Atualizado em  13 de setembro, 2012 - 04:54 (Brasília) 07:54 GMT
Trabalhador em montadora de automóveis em São José dos Pinhais

No último trimestre de 2011, Brasil tinha maior expectativa de contratações entre 42 países pesquisados

Uma pesquisa recém-divulgada indica que as empresas brasileiras tiveram a maior redução na expectativa de contratações no último ano entre 42 países.

Apesar disso, o levantamento realizado pela consultoria internacional Manpower indica que o Brasil ainda é o terceiro com a maior expectativa de contratações entre os países pesquisados.

De acordo com a Manpower, a diferença líquida entre as porcentagens das empresas que preveem um aumento das contratações e as que preveem uma redução no último trimestre deste ano é de 26 pontos.

No último trimestre do ano passado, essa diferença era de 38 pontos, a maior entre todos os países pesquisados.

Nesse período, houve uma queda de 14 pontos – redução semelhante à observada na Argentina no período e ligeiramente maior que a queda em Índia (13 pontos) e Cingapura (12 pontos).

Em relação ao terceiro trimestre de 2012, houve uma queda de 7 pontos nas expectativas de emprego no Brasil.

Pessimismo europeu

Expectativas

(Diferença entre % de empresas que esperam contratações e que esperam demissões no 4º trimestre)

Taiwan - 34

Panamá - 26

Brasil - 24

Índia - 18

México - 17

China - 16

Alemanha - 6

Grã-Bretanha - 4

Argentina - 3

França - 2

Espanha - (-8)

Itália - (-11)

Grécia - (-16)

Segundo a pesquisa da Manpower, as empresas de Taiwan têm a maior expectativa de contratações no próximo trimestre, com uma diferença líquida de 34. O Panamá tem a segunda maior expectativa líquida, com 26 pontos.

No outro extremo da tabela, vários países europeus apresentam diferença negativa nas expectativas, indicando que mais empresas esperam demissões do que contratações no último trimestre do ano.

A Grécia é o país com o maior nível de pessimismo dos empresários, com uma diferença de -16 pontos. Outros dois países em dificuldades financeiras aparecem logo a seguir entre os mais pessimistas: Itália (diferença de -11) e Espanha (diferença de -8).

Entre os países das Américas, a Argentina (diferença de 3 pontos) e os Estados Unidos (8 pontos) são os menos otimistas.

A Manpower realiza as pesquisas de expectativa de emprego há cinco décadas. Para o último levantamento, foram consultadas 66 mil empresas públicas e privadas nos 42 países pesquisados.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.