Britânico com nível universitário é contratado como espantalho humano

Atualizado em  12 de outubro, 2012 - 07:25 (Brasília) 10:25 GMT
Jamie Fox (Foto PA)

Jamie Fox como espantalho: 'É bom ficar ao ar livre'

Jamie Fox, de 22 anos, tem um trabalho um tanto quanto inusitado. O rapaz se dedica a assustar perdizes.

Formado em Música e em Letras pela Universidade de Bancor, no Reino Unido, Jamie foi contratado como espantalho em uma plantação de colza - planta usada para fabricar azeites vegetais e biodiesel.

Vigia uma área de quatro hectares no Leste da Grã-Bretanha, recebendo um salário de US$ 400 (R$ 817) por semana.

Jamie espanta os pássaros usando um acordeão e um sino, vestido com um casaco laranja chamativo. Ele diz que o trabalho não é difícil e lhe permite ler livros e aprender a tocar ukulele - instrumento musical semelhante ao cavaquinho.

"O fazendeiro (que me contratou) disse: 'Traga uma cadeira e um bom livro'", contou Fox. "Eu posso ficar sentado e ler na maior parte do tempo, mas quando as perdizes aparecem, tenho de assustá-las. Uso um sino ou o acordeão, mas o ukelele parece não ter nenhum efeito", lamenta.

Inveja

Nascido no vilarejo de Aylsham, Jamie quer viajar para a Nova Zelândia no próximo ano e está poupando para a viagem.

"Não é um trabalho ruim. Alguns de meus amigos com empregos que pagam melhor, mas também mais estressantes, têm inveja de mim", afirma o jovem. "É bom ficar ao ar livre, ainda que faça frio quando o vento sopra e eu tenha de correr para me abrigar quando chove."

A única companhia que Jamie tem em seus longos turnos de oito horas no campo é a de um cão, que costuma passar pelo local.

Jamie Fox em sua formatura (Foto PA)

Jamie Fox durante sua formatura na universidade

O fazendeiro que o contratou, William Young, também visita o rapaz todos os dias. Ele diz que decidiu contratar um espantalho humano porque as perdizes estavam comendo parte da colheita e os métodos tradicionais para espantá-las fracassaram.

"Essas aves adoram a colza. Para elas, é como um bife suculento", disse Young. "Os pássaros devoram as folhas e a planta morre. Há alguns anos, perdemos 12 hectares e milhares de libras por causa deles."

O fazendeiro conta que também tentou usar fogos de artifício para assustar as perdizes, mas elas voltaram depois de alguns minutos.

"A única solução eficiente é persegui-las", afirma. "Jamie está fazendo um bom trabalho, você, realmente, consegue ver a diferença."

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.