Obama faz chamado à união e diz a americanos que 'melhor está por vir'

Atualizado em  7 de novembro, 2012 - 08:55 (Brasília) 10:55 GMT

Multidão comemora reeleição de Obama

Em Chicago, cidade natal do presidente, clima era de festa, em contraste com desânimo em QG republicano em Boston.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Horas após ser eleito para um segundo mandato na Casa Branca, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse na madrugada desta quarta-feira aos americanos "que o melhor está por vir", e fez um chamado à união de democratas, republicanos e independentes - afirmando que conversaria com seu adversário, Mitt Romney, sobre como trabalhar juntos para "fazer o país avançar".

Obama garantiu os 270 votos necessários no Colégio Eleitoral para vencer a eleição, apesar da insatisfação da maior parte da população com o estado da economia, e de uma campanha vigorosa que o pôs cabeça a cabeça com Romney até o último segundo.

Os democratas de Obama mantiveram sua maioria no Senado (que mantêm desde 2007) enquanto os republicanos mantiveram o controle da Câmara de Representantes. Segundo analistas, isso deverá causar o mesmo tipo de impasse que paralisou o legislativo em parte do primeiro mandato de Obama, com a Casa Branca e o Congresso em conflito sobre vários tópicos.

Em seu discurso de vitória, pronunciado diante de centenas de correligionários no QG democrata em Chicago, Obama agradeceu ao apoio dos partidários, da família e desafiou seus adversários, ao pedir que trabalhassem com ele.

"Nós nos levantamos, demos a volta por cima e sabemos nos nossos corações que para os EUA, o melhor ainda está por vir", disse Obama.

Ele afirmou que voltava à Casa Branca "mais determinado, e mais inspirado do que nunca a respeito do trabalho que há a fazer, e ao futuro que está à frente".

Ele prometeu trabalhar com líderes republicanos no Congresso para reduzir o déficit orçamentário do governo, reformar o sistema de impostos e de imigração.

Partidários de Obama comemoram reeleição em Chicago

"Somos uma família americana e caímos e nos erguemos juntos como nação", disse ele.

Homenagem 'a essa grande nação', diz Romney

Com apenas os 29 votos no Colégio Eleitoral correspondentes à Flórida por decidir, Obama tinha 303 votos contra 206 de Romney. O voto popular, que é simbolica e politicamente importante mas não necessariamente decisivo na corrida, continuava bastante disputado.

De acordo com a Constituição americana, cada estado recebe um número de votos no Colégio Eleitoral, proporcional à sua população. O candidato que conquistar 270 votos se torna presidente.

Em Boston, onde sua campanha foi baseada, Romney parabenizou o presidente e disse que ele e Paul Ryan, seu candidato a vice, deram tudo o que podiam durante a campanha.

Referindo-se à economia cambaleante, Romney disse que agora não era hora para "picuinhas partidárias e demonstrações de força políticas", e afirmou que republicanos e democratas devem por "o povo antes da política".

Romney parabenizou Obama e sua equipe: "Eu quis tanto ser capaz de responder a suas esperanças e dirigir o país em uma rota diferente, mas a nação escolheu outro líder, e então me junto a vocês para prestar homenagem sinceramente (a Obama) e a essa grande nação", disse ele.

Na terça-feira, o presidente garantiu um novo mandato ao conquistar estados solidamente democratas e alguns chamados estados-pêndulo como Colorado, Iowa, Pensilvânia, Michigan, Minnesota, Virgínia e Wisconsin. Sua vitória apertada em Ohio - um estado crítico do meio-oeste - selou a vitória.

Romney conquistou Carolina do Norte e Indiana, ambos conquistados por Obama em 2008, assim como estados consagradamente republicanos. Mas ele não foi capaz de vencer em Ohio ou outros estados que precisava para atingir a marca dos 270.

Também em jogo na terça-feira estavam 11 governos estaduais, um terço dos assentos do Senado e todas as 435 cadeiras da Câmara dos Representantes.

Em Boston, republicanos choram após Romney admitir derrota.

A vitória de Obama ocorreu apesar de um nível alto de desemprego - 7,9% no dia da eleição - e de um crescimento econômico tépido.

Eleitores, entretanto, deram a ele crédito pelo resgate, em 2009, da indústria automobilística dos EUA, entre outras conquistas, e o recompensaram pela operação que matou Osama bin Laden no Paquistão, ano passado.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.