Apesar de rumores de trégua, Israel exorta palestinos a abandonar suas casas

Atualizado em  20 de novembro, 2012 - 14:51 (Brasília) 16:51 GMT

Palestino com panfleto que o exorta a deixar sua casa 'imediatamente'

Aviões da Força Aérea de Israel lançaram nesta terça-feira centenas de milhares de folhetos sobre regiões da Faixa de Gaza, exortando moradores a deixarem suas casas e rumarem ao centro da Cidade de Gaza, o que reforçou os temores de uma invasão por terra.

Correspondentes da BBC em Gaza afirmam que embora centenas de palestinos já estejam abandonando seus lares, muitos dizem que não é prático ou que é tarde demais para sair.

Os folhetos lançaram ainda mais dúvidas sobre a evolução do conflito, já que autoridades egípcias e palestinas afirmaram, horas antes, que o anúncio de um cessar-fogo com Israel seria iminente.

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, que lidera as negociações, disse esperar que Israel ponha fim a ataques aéreos na noite desta terça-feira. Um porta-voz do grupo radical palestino Hamas disse à BBC que uma trégua era iminente.

No entanto, o porta-voz do governo israelense, Mark Regev, negou que um acordo com o Hamas tenha sido finalizado. "Ainda não chegamos lá", disse o porta-voz, em entrevista à BBC. Ele afirmou que as operações israelenses em Gaza continuarão até que se chegue a uma "solução diplomática de longo prazo" quanto ao disparo de foguetes palestinos no sul de Israel.

Ao mesmo tempo, Israel afirmou que havia colocado os planos de uma incursão terrestre em modo de espera.

Aviões

Lançados sobre as regiões norte, sul e leste de Gaza, os folhetos lançados pelas Forças de Defesa de Israel dizem a moradores que se encaminhem a áreas centrais "para sua segurança".

"As Forças de Defesa de Israel não têm você como algo e não querem prejudicar você ou suas famílias. Para sua segurança, exigimos que deixem suas casas imediatamente e rumem ao centro da Cidade de Gaza", diz o folheto.

Israel começou os ataques a Gaza - que diz ter como objetivo pôr fim ao lançamento de foguetes e mísseis por grupos palestinos contra seu território - com um ataque que matou, na quarta-feira, um líder militar do Hamas. Estimados 126 palestinos e três israelenses morreram em ataques israelenses e de foguetes palestinos desde então.

Nesta terça-feira, o governo de Israel confirmou também a morte de um soldado de 18 anos, morto por um foguete disparado a partir de Gaza.

Enquanto isso, o Escritório de Representação do Brasil em Ramallah Clique está tomando providências para retirar cidadãos brasileiros da Faixa de Gaza.

De acordo com o ministro-conselheiro João Marcelo Soares, encarregado do setor consular no escritório em Ramallah, já foram tomadas providências para que seja possível retirar da Faixa de Gaza aqueles brasileiros que quiserem sair, depois de sete dias de violência na região.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.