'Nossa jornada ainda não está completa', diz Obama na posse

Atualizado em  21 de janeiro, 2013 - 19:10 (Brasília) 21:10 GMT
O presidente dos EUA, Barack Obama, na posse de seu 2º mandato

Em discurso de posse de 2º mandato, presidente citou possibilidades 'ilimitadas' dos EUA

Em um discurso diante de centenas de milhares de pessoas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, inaugurou seu segundo mandato com um discurso em que citou as possibilidades "ilimitadas" do país no momento em que emerge de uma década de guerra e de uma longa crise econômica.

"Nossa jornada ainda não está completa", disse o democrata, em um discurso acompanhado pelos ex-presidentes Bill Clinton e Jimmy Carter e por dezenas de senadores e líderes políticos.

Obama fez o juramento de posse de seu segundo mandato diante do presidente da Suprema Corte, John Roberts, em uma cerimônia em frente ao Capitólio, em Washington.

No domingo, Obama já havia sido empossado em uma cerimônia privada, na Casa Branca, conforme estabelece a Constituição do país, que determina que o mandato deve começar em 20 de janeiro.

Futuro

Após o juramento, o 44º presidente americano detalhou sua visão sobre os próximos quatro anos.

"Esta geração de americanos foi testada por crises que reforçaram nossa determinação e provaram nossa resiliência", disse. "Uma década de guerra está chegando ao fim agora. Uma recuperação econômica começou. As possibilidades dos EUA são ilimitadas."

Em um discurso de 18 minutos e 2.114 palavras, Obama pediu "ação coletiva" para preservar a liberdade dos EUA, que ele relacionou à igualdade social e econômica.

"Nós, o povo, entendemos que nosso país não pode ter êxito quando um grupo cada vez menor se dá bem e um número cada vez maior de pessoas mal consegue sobreviver", disse.

Em uma era de extrema divisão no Congresso, Obama desafiou Washington a mudar o tom de sua política.

O presidente defendeu programas como o Medicaid, Medicare e de seguridade social, alvo de resistência por parte da oposição, além de reforma na educação, no sistema eleitoral, e medidas para combater a mudança climática.

Juramento

Obama prestou seu juramento sobre duas bíblias que pertenceram a Martin Luther King Jr. e ao presidente Abraham Lincoln.

Antes dele, o vice-presidente, Joe Biden, fez seu juramento diante da juíza Sonia Sotomayor.

Números oficiais estimam que a cerimônia foi acompanhada por 700 mil pessoas, número bem menor que as 1,8 milhão de pessoas que compareceram à posse do primeiro mandato de Obama.

A posse do segundo mandato do antecessor de Obama, George W. Bush, em 2005, foi acompanhada por 260 mil pessoas.

Leia mais sobre esse assunto

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.