Reunião partidária termina em quebra-quebra na República Dominicana

Atualizado em  29 de janeiro, 2013 - 10:16 (Brasília) 12:16 GMT

Player

Briga envolveu simpatizantes e adversários do ex-presidente Hipólito Mejía, expulso neste mês do partido.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Uma reunião partidária na República Dominicana terminou com um quebra-quebra generalizado entre simpatizantes e adversários do ex-presidente Hipólito Mejía.

Oito pessoas ficaram feridas na briga, seis delas por armas de fogo

O líder do Partido Revolucionário Dominicano (PRD), Miguel Vargas, responsabilizou os simpatizantes de Mejía pela briga, mas o ex-mandatário nega.

Mejía foi expulso do partido neste mês sob a acusação de "insubordinação". Ele e Vargas vinham lutando pela liderança do partido por mais de um ano.

Mejía governou o país entre 2000 e 2004, mas perdeu as últimas duas eleições presidenciais.

Oito pessoas ficaram feridas na briga, seis delas por tiros.

A multidão na sede do partido foi dispersada somente após a chegada da polícia, que disparou bombas de gás lacrimogêneo.

As autoridades locais anunciaram uma investigação sobre as responsabilidades pelo quebra-quebra.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.