Mineiro preso a 300 m tenta se comunicar com equipes no Chile

Equipes que tentam resgatar um operário que ficou preso em uma mina de cobre no norte do Chile após um desmoronamento relataram ter ouvido ruídos do local onde ele está soterrado, a 300 metros de profundidade.

Mario Torres Lopez, 42 anos, estaria preso desde a madrugada de segunda-feira. As equipes foram acionadas às 03h15 de segunda-feira, segundo o jornal chileno La Tercera.

Segundo integrantes das equipes de resgate, que estão tentando, em um primeiro estágio, remover escombros manualmente, os barulhos indicariam que Lopez está vivo, tentando se comunicar.

Em 2010, 33 mineiros ficaram presos em uma mina de cobre na mesma região. Eles foram retirados após 69 dias em uma operação espetacular, por meio de uma cápsula transportada por um túnel.

As equipes de resgate disseram que não houve nenhum contato visual com Lopez.

Ainda não se sabe se o operário se feriu no desabamento na mina Victoria, que fica a 40 quilômetros da cidade de Vallenar.

Após o desmoronamento que deixou os 33 mineiros presos em 2010, o governo chileno aumentou a fiscalização e as medidas de segurança nas minas do país.

Mas desmoronamentos e quedas de rochas continuam causando mortes e ferimentos no setor.