Freira admite ter roubado US$ 130 mil para gastar em cassinos

Cassino (AFP)
Image caption Segundo investigações, freira gastava o dinheiro em cassinos

Uma freira católica admitiu ter roubado quase US$ 130 mil (cerca de R$ 258 mil) de igrejas rurais no Estado americano de Nova York - dinheiro que ela usou para sustentar seu vício em jogos de cassino.

A irmã Mary Anne Rapp, de 68 anos, foi detida em novembro, quando o roubo foi identificado durante uma auditoria de rotina nas igrejas.

A freira, da ordem de São Francisco no vilarejo de Lewiston, perto da cidade de Niagara Falls, a princípio negou as acusações, mas depois confessou ter roubado o dinheiro entre 2006 e 2011.

Mary Anne Rapp fez um acordo com a promotoria no qual, em troca de admitir sua culpa, teve sua pena de prisão reduzida ao máximo de seis meses. A sentença deve ser divulgada em 1º de julho.

Ela também pode ser condenada a pagar uma restituição pelo dinheiro gasto em cassinos no oeste de Nova York, segundo a imprensa local.

Tratamento

Rapp, que é freira há quase 50 anos, disse ao tribunal que não sabe exatamente quanto dinheiro roubou. Ela aceitou se afastar de suas funções para buscar tratamento para o seu vício.

"Ela é freira há muito tempo, uma pessoa muito boa, que nunca se envolveu em problemas", disse seu advogado, James Harrington, citado pela Associated Press e pela rede NBC.

"Ela fazia um ótimo trabalho onde quer que fosse enviada."

Kevin Keenan, porta-voz das paróquias roubadas, disse não saber ao certo o quanto a ausência de dinheiro afetou as contas das igrejas. "(Mas) são paróquias pequenas e rurais. E é uma quantidade de dinheiro significativa para qualquer paróquia."

Notícias relacionadas